Fechar
Publicidade

Domingo, 22 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Poda excessiva preocupa moradora de São Bernardo

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Município informa que as podas são realizadas conforme avaliação técnica


Heitor Agricio
Especial para o DIário

21/01/2022 | 09:35


A prefeitura de São Bernardo iniciou, na semana passada, podas em árvores das praças localizadas na Avenida Osvaldo Fregonezi, que vêm preocupando os moradores da região por conta da forma como as árvores vem sendo deixadas.

Edna Cristina Meneses, 62 anos, é moradora da Rua Alessandro Bernadelo, que faz ligação com a avenida em questão, e conta que inicialmente pensou que as podas seriam realizadas de maneira moderada, apenas em árvores que invadissem as calçadas e estivessem fragilizadas, mas está assustada com a maneira que o município vem realizando o trabalho. “Essas podas mais parecem mutilações, ele cortam de maneira que não sobra quase nenhum galho com vegetação.” reclama a aposentada

A moradora afirma que essas ações estão acabando com a vegetação urbana da cidade e consequentemente com a sombra oferecida por elas. “Há aproximadamente três anos foi construída uma mini ciclovia em uma das praças, é um local onde os idosos caminham e crianças vão se divertir com mais segurança, e essas árvores fornecem uma sombra muito agradável nessa época do ano” argumenta Edna à favor da vegetação.

A aposentada informa que buscou contato com o município para tentar entender quais os critérios usados e por qual motivo todas as árvores estariam sendo podadas de forma tão exagerada, mas não recebeu uma resposta satisfatória até o momento. “Um número passa para o outro e não dá resultado nenhum, o máximo que me falaram foi que estão fazendo isso nas árvores doentes, mas será que todas as árvores estão doentes?” questiona a moradora.

Edna ainda relata preocupações com os pássaros que viviam em meio aos galhos e o tempo que levará para essas árvores voltarem a prestar a sombra e frescor que costumavam servir. “Eu vi essas árvores serem plantadas a aproximadamente 25 anos atrás, eu fico imaginando quantos anos levarão para elas voltarem a oferecer a qualidade de vida e sombra que ofereciam” encerra.

O município por meio de nota informa: “As podas são realizadas conforme avaliação técnica, como tem ocorrido na Avenida Osvaldo Fregonezi. Importante destacar que o serviço é feito em árvores que já atingiram o seu ciclo máximo de vida, ou quando interferem em imóveis, prejudicam telhados e rede elétrica, ou quando estão contaminadas por parasitas. Com a poda, esses parasitas morrem e as árvores normalizam seu fluxo de seiva e tendem a se recuperar com mais vitalidade. Caso a espécie não prospere, é substituída por um exemplar nativo para que assim possa recuperar o bioma original da cidade.” 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;