Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Musharraf confirma legislativas antes de 9 de janeiro no Paquistão


Da AFP

11/11/2007 | 11:30


O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, restaurou neste domingo o calendário eleitoral ao anunciar legislativas até o dia 9 de janeiro, como estava previsto antes do estado de emergência instaurado há oito dias. Entretanto, ele manteve a lei de exceção para, segundo ele, garantir condições propícias à realização da votação.

Musharraf parece, assim, estar voltando atrás, alguns dias depois de o poder ter anunciado que as legislativas só seriam realizadas em meados de fevereiro. O presidente paquistanês enfrentou durante toda a semana pressões intensas da comunidade internacional, inclusive dos Estados Unidos.

O general Musharraf, no poder desde um golpe de Estado perpetrado há oito anos, também reiterou sua promessa de renunciar ao cargo de chefe do exército antes de prestar juramento para seu segundo mandato de presidente.

"Prestarei meu juramento de presidente com trajes civis", afirmou Musharraf na primeira entrevista coletiva concedida desde a imposição do estado de emergência.

A proclamação oficial de sua vitória, em 6 de outubro passado, é subordinada ao resultado de um julgamento sobre a validade de sua candidatura, contestada pela oposição. Este resultado deve ser anunciado nos próximos dias por uma Corte Suprema que o estado de emergência lhe permitiu remanejar como quis, afastando os juízes que lhe eram hostis.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Musharraf confirma legislativas antes de 9 de janeiro no Paquistão

Da AFP

11/11/2007 | 11:30


O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, restaurou neste domingo o calendário eleitoral ao anunciar legislativas até o dia 9 de janeiro, como estava previsto antes do estado de emergência instaurado há oito dias. Entretanto, ele manteve a lei de exceção para, segundo ele, garantir condições propícias à realização da votação.

Musharraf parece, assim, estar voltando atrás, alguns dias depois de o poder ter anunciado que as legislativas só seriam realizadas em meados de fevereiro. O presidente paquistanês enfrentou durante toda a semana pressões intensas da comunidade internacional, inclusive dos Estados Unidos.

O general Musharraf, no poder desde um golpe de Estado perpetrado há oito anos, também reiterou sua promessa de renunciar ao cargo de chefe do exército antes de prestar juramento para seu segundo mandato de presidente.

"Prestarei meu juramento de presidente com trajes civis", afirmou Musharraf na primeira entrevista coletiva concedida desde a imposição do estado de emergência.

A proclamação oficial de sua vitória, em 6 de outubro passado, é subordinada ao resultado de um julgamento sobre a validade de sua candidatura, contestada pela oposição. Este resultado deve ser anunciado nos próximos dias por uma Corte Suprema que o estado de emergência lhe permitiu remanejar como quis, afastando os juízes que lhe eram hostis.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;