Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mauá deve R$ 355 mil a empresa de rádios comunicadores da GCM

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Oficiais relatam que têm utilizado os próprios celulares para o serviço nas ruas; edital para contratação de novo prestador foi revogado pela gestão


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

06/12/2019 | 07:00


A Prefeitura de Mauá acumula dívida de R$ 355,3 mil com a empresa Inter Telecom, de São Caetano, contratada por meio da licitação 2015/148 para fornecer locação de sistema de comunicação digital de transmissão de voz e dados destinados à Secretaria de Segurança Pública. De acordo com Portal da Transparência, existem dois pagamentos em aberto, com vencimentos em 3 e 31 de março deste ano. A empresa foi procurada, mas não quis comentar.

Os integrantes da GCM (Guarda Civil Municipal) de Mauá seguem com problemas de comunicação, o que atrapalha o atendimento de ocorrências e chamados de reforço, se houver necessidade. Os oficiais afirmam que, não raro, têm usado o próprio celular para o trabalho.

Em 22 de novembro, o Diário denunciou que os guardas também alegam que estão pagando do próprio bolso o combustível e a manutenção das viaturas, além de reclamarem da precariedade no exercício de suas funções. Sobre o pagamento de combustível com recursos dos oficiais, a administração negou.

Agentes ouvidos sob condição de anonimato reclamam da falta de condições para executar o seu trabalho adequadamente. Um guarda, que está há cerca de 20 anos na corporação, afirmou que o problema com os comunicadores é antigo, mas que tem piorado nos últimos meses. “Os rádios continuam ruins e quem está trabalhando nessa área hoje está sofrendo com a mudança da central que ficava no Jardim Zaíra para o Centro. Falta ventilação, sanitário próximo da sala, é um descaso”, protestou outro servidor.

A administração municipal chegou a lançar edital para contratação de empresa que presta o serviço de rádio (não só para GCM, mas também para saúde, defesa civil e trânsito), mas o certame foi revogado. Em nota, a Prefeitura de Mauá informou que a revogação do edital sobre a contratação da empresa foi por motivo de alteração do termo de referência, por orientação do TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo), estando, assim, em análise. Com relação ao atraso nos repasses para a empresa Inter Telecom, a administração alegou que se deve à ordem cronológica de pagamentos.

Em relação à falha na comunicação, a administração esclareceu que a instabilidade se deu pela transferência que saiu do comando da GCM de Mauá para o prédio da Secretaria de Educação na região central, onde será o CCO (Centro de Controle Operacional). “No espaço, haverá monitoramento dos equipamentos públicos, junto à comunicação da defesa civil, da Secretaria de Trânsito, do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), ou seja, será um centro integrado de operações. Portanto, houve ajustes nesta transferência e estamos passando por adaptações de um local ao outro”, esclareceu, em nota. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;