Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Fim da eleição abre quadro de expectativas para reformas


Fernando Bortolin
Do Diário do Grande ABC

29/10/2006 | 20:49


O país inicia nesta segunda-feira um novo ciclo político diante do resultado das urnas domingo. Para o mercado financeiro, as condições gerais e específicas estão dadas até dezembro, seja junto aos indicadores de desempenho da inflação, do juro, da taxa de câmbio, seja do ponto de vista das expectativas de um Congresso Nacional cuja agenda de transição tem na pauta apenas a necessidade de aprovação da peça orçamentária de 2007.

Nesta segunda-feira o mercado recebe três indicadores importantes. Um deles é o tradicional relatório da Gerin (Gerência de Relacionamento com Investidores do Banco Central), conhecido como Boletim Focus.

Na última semana, esse boletim consolidou uma expectativa de queda da taxa básica de juros durante a reunião a ser realizada pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central, em novembro, dos atuais 13,75% para 13,50%.

Outro aspecto positivo nas estimativas dos mais de 100 analistas que participam desse boletim semanal recai sobre o comportamento cadente da inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), base para o sistema de meta de inflação.

Para o ano fechado de 2006, a expectativa assinala taxa de 2,97%, patamar que recuou nas últimas duas semanas. Para este mês, o mercado aposta em IPCA de 0,28%.

Balança comercial – Um terceiro aspecto relevante da pesquisa é o que aponta para o aumento do superávit da balança comercial, que saltou de US$ 43,5 bilhões para US$ 44 bilhões no ano. A consolidação dessa projeção será dada nesta segunda-feira pelo anúncio do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, da balança comercial entre os dias 23 e 27 de outubro.

Inflação – Nesta segunda-feira, a Fundação Getúlio Vargas divulga o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) de outubro. Na segunda prévia do mês, o indicador apontou alta de 0,24% pressionado por reajustes de preços de produtos agrícolas (2,24%), matérias-primas (2,47%) e vestuário (1,45%). Na contramão, preços do álcool, com recuo de (-2,78%) e óleos combustíveis (-0,57%) seguraram o indicador.  Pela projeção do Boletim Focus, o IGP-M encerra o mês com inflação de 0,28%.

Cesta básica – Na quarta-feira, 1º de novembro, outro indicador importante para o bolso do consumidor será divulgado. Trata-se da cesta básica nacional mensurada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em 13 capitais brasileiras.

Na pesquisa de setembro, os consumidores do Estado de São Paulo gastaram R$ 172,10 para comprar os itens que compõem a cesta. Para tanto, tiveram de trabalhar 102 horas e 40 minutos.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fim da eleição abre quadro de expectativas para reformas

Fernando Bortolin
Do Diário do Grande ABC

29/10/2006 | 20:49


O país inicia nesta segunda-feira um novo ciclo político diante do resultado das urnas domingo. Para o mercado financeiro, as condições gerais e específicas estão dadas até dezembro, seja junto aos indicadores de desempenho da inflação, do juro, da taxa de câmbio, seja do ponto de vista das expectativas de um Congresso Nacional cuja agenda de transição tem na pauta apenas a necessidade de aprovação da peça orçamentária de 2007.

Nesta segunda-feira o mercado recebe três indicadores importantes. Um deles é o tradicional relatório da Gerin (Gerência de Relacionamento com Investidores do Banco Central), conhecido como Boletim Focus.

Na última semana, esse boletim consolidou uma expectativa de queda da taxa básica de juros durante a reunião a ser realizada pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central, em novembro, dos atuais 13,75% para 13,50%.

Outro aspecto positivo nas estimativas dos mais de 100 analistas que participam desse boletim semanal recai sobre o comportamento cadente da inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), base para o sistema de meta de inflação.

Para o ano fechado de 2006, a expectativa assinala taxa de 2,97%, patamar que recuou nas últimas duas semanas. Para este mês, o mercado aposta em IPCA de 0,28%.

Balança comercial – Um terceiro aspecto relevante da pesquisa é o que aponta para o aumento do superávit da balança comercial, que saltou de US$ 43,5 bilhões para US$ 44 bilhões no ano. A consolidação dessa projeção será dada nesta segunda-feira pelo anúncio do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, da balança comercial entre os dias 23 e 27 de outubro.

Inflação – Nesta segunda-feira, a Fundação Getúlio Vargas divulga o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) de outubro. Na segunda prévia do mês, o indicador apontou alta de 0,24% pressionado por reajustes de preços de produtos agrícolas (2,24%), matérias-primas (2,47%) e vestuário (1,45%). Na contramão, preços do álcool, com recuo de (-2,78%) e óleos combustíveis (-0,57%) seguraram o indicador.  Pela projeção do Boletim Focus, o IGP-M encerra o mês com inflação de 0,28%.

Cesta básica – Na quarta-feira, 1º de novembro, outro indicador importante para o bolso do consumidor será divulgado. Trata-se da cesta básica nacional mensurada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em 13 capitais brasileiras.

Na pesquisa de setembro, os consumidores do Estado de São Paulo gastaram R$ 172,10 para comprar os itens que compõem a cesta. Para tanto, tiveram de trabalhar 102 horas e 40 minutos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;