Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Diadema renova convênio com cidade francesa


Leandro Baldini
Da Sucursal de Diadema

11/11/2007 | 07:15


As cidades de Diadema e Montreuil, na França, reafirmaram o convênio de cooperação, existente há cinco anos. Segundo o secretário de Relações Internacionais do município francês, Jean Jacques Joucla, a continuidade da parceria só dependia de Diadema.

“Aprendemos democracia participativa, processos de cidadania e muitos outros, como o cultural. Esse convênio continuará até quando Diadema quiser”, afirmou Joucla.

Durante mais de uma hora, o prefeito José de Filippi Júnior (PT) expôs aos franceses os planos sociais efetuados em sua gestão e os seus resultados. “O aprendizado com os franceses foi muito grande. Conseguimos trazer o modelo de uma organização, que mudou a política cultural do município. E tenho certeza que eles ficaram satisfeitos com os programas que conhecerão aqui”, disse o prefeito.

Segundo o chefe do Executivo, o primeiro contato entre os dois municípios ocorreu há 12 anos, em sua primeira gestão à frente da administração de Diadema. Ele destacou, no entanto, que desde 2002, quando houve a oficialização do convênio, os benefícios se direcionaram para muitos setores.

“O secretário de Saúde e o técnico responsável pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) participaram da troca de experiências entre os países. O modelo francês inspirou o Samu adotado pelo Brasil. Diadema foi a primeira cidade do Grande ABC a implementar o serviço, que hoje é tido como referência em atendimento”, destacou.

Outra área, segundo Filippi, foi a da segurança pública. “Diadema recebeu uma delegação de Montreuil que conheceu os programas voltados à juventude, como o Adolescente Aprendiz, o Aprendiz Trabalhador e o Centro de Referência da Juventude. Técnicos da secretaria já viajaram para Montreuil para a troca de experiências e dois guardas civis municipais participaram durante um mês de cursos de policiamento comunitário”, contou Filippi.

INTERCÂMBIO - Um dos maiores destaques dessa parceria foi o intercâmbio universitário. Diadema enviou três estudantes à França em 2003: Reinaldo de Freitas, Leticia Macedo e Simone de Araújo Amaral. Eles venceram o concurso realizado pela Prefeitura e ganharam bolsa de estudo integral, alojamento, ajuda de custo, assistência médica e curso da língua francesa.

“As meninas retornaram, mas a Simone casou com um francês. O Reinaldo deve voltar no começo do próximo ano. Sem dúvida, essa experiência mudou a vida deles”, diz Filippi.

A reunião também serviu para a preparação de ações para 2º Encontro da Cooperação Descentralizada e Federativa Franco-Brasileira, que será realizado em Belo Horizonte, a partir de amanhã.

“Diadema foi convidada, junto com Montreuil, para uma ação cooperada em Mali, na África . Nossa cidade dará a sua contribuição. Já realizamos um estudo para o saneamento, que vamos apresentar nesse encontro”, antecipou o prefeito Filippi.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diadema renova convênio com cidade francesa

Leandro Baldini
Da Sucursal de Diadema

11/11/2007 | 07:15


As cidades de Diadema e Montreuil, na França, reafirmaram o convênio de cooperação, existente há cinco anos. Segundo o secretário de Relações Internacionais do município francês, Jean Jacques Joucla, a continuidade da parceria só dependia de Diadema.

“Aprendemos democracia participativa, processos de cidadania e muitos outros, como o cultural. Esse convênio continuará até quando Diadema quiser”, afirmou Joucla.

Durante mais de uma hora, o prefeito José de Filippi Júnior (PT) expôs aos franceses os planos sociais efetuados em sua gestão e os seus resultados. “O aprendizado com os franceses foi muito grande. Conseguimos trazer o modelo de uma organização, que mudou a política cultural do município. E tenho certeza que eles ficaram satisfeitos com os programas que conhecerão aqui”, disse o prefeito.

Segundo o chefe do Executivo, o primeiro contato entre os dois municípios ocorreu há 12 anos, em sua primeira gestão à frente da administração de Diadema. Ele destacou, no entanto, que desde 2002, quando houve a oficialização do convênio, os benefícios se direcionaram para muitos setores.

“O secretário de Saúde e o técnico responsável pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) participaram da troca de experiências entre os países. O modelo francês inspirou o Samu adotado pelo Brasil. Diadema foi a primeira cidade do Grande ABC a implementar o serviço, que hoje é tido como referência em atendimento”, destacou.

Outra área, segundo Filippi, foi a da segurança pública. “Diadema recebeu uma delegação de Montreuil que conheceu os programas voltados à juventude, como o Adolescente Aprendiz, o Aprendiz Trabalhador e o Centro de Referência da Juventude. Técnicos da secretaria já viajaram para Montreuil para a troca de experiências e dois guardas civis municipais participaram durante um mês de cursos de policiamento comunitário”, contou Filippi.

INTERCÂMBIO - Um dos maiores destaques dessa parceria foi o intercâmbio universitário. Diadema enviou três estudantes à França em 2003: Reinaldo de Freitas, Leticia Macedo e Simone de Araújo Amaral. Eles venceram o concurso realizado pela Prefeitura e ganharam bolsa de estudo integral, alojamento, ajuda de custo, assistência médica e curso da língua francesa.

“As meninas retornaram, mas a Simone casou com um francês. O Reinaldo deve voltar no começo do próximo ano. Sem dúvida, essa experiência mudou a vida deles”, diz Filippi.

A reunião também serviu para a preparação de ações para 2º Encontro da Cooperação Descentralizada e Federativa Franco-Brasileira, que será realizado em Belo Horizonte, a partir de amanhã.

“Diadema foi convidada, junto com Montreuil, para uma ação cooperada em Mali, na África . Nossa cidade dará a sua contribuição. Já realizamos um estudo para o saneamento, que vamos apresentar nesse encontro”, antecipou o prefeito Filippi.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;