Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Engenheiros da Renault estão envolvidos em espionagem


Das Agências

11/11/2007 | 07:03


O site da revista inglesa Autosport publicou ontem que pelo menos 15 engenheiros da Renault estão envolvidos no caso de espionagem contra a McLaren.

O time francês foi acusado de possuir documentos da rival por meio do engenheiro Phil Mackareth, que trocou a equipe de Ron Dennis pela de Flavio Briatore em 2006, levando consigo alguns discos de dados da escuderia inglesa.

Como resultado da acusação, a Renault terá de se apresentar ao Conselho Mundial da FIA no dia 6 de dezembro, em Mônaco, para se defender.

Com um novo capítulo no escândalo de espionagem, o chefão da F-1 Bernie Ecclestone convocou uma reunião de emergência no última sexta-feira, em Londres (Inglaterra).

Compareceram ao encontro os integrantes de parte das equipes da F-1, com exceção de Ferrari, McLaren e Renault.

A proposta da reunião foi de estabelecer a natureza e a extensão da espionagem existente na F-1 atual, para cortar o mal pela raiz.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Engenheiros da Renault estão envolvidos em espionagem

Das Agências

11/11/2007 | 07:03


O site da revista inglesa Autosport publicou ontem que pelo menos 15 engenheiros da Renault estão envolvidos no caso de espionagem contra a McLaren.

O time francês foi acusado de possuir documentos da rival por meio do engenheiro Phil Mackareth, que trocou a equipe de Ron Dennis pela de Flavio Briatore em 2006, levando consigo alguns discos de dados da escuderia inglesa.

Como resultado da acusação, a Renault terá de se apresentar ao Conselho Mundial da FIA no dia 6 de dezembro, em Mônaco, para se defender.

Com um novo capítulo no escândalo de espionagem, o chefão da F-1 Bernie Ecclestone convocou uma reunião de emergência no última sexta-feira, em Londres (Inglaterra).

Compareceram ao encontro os integrantes de parte das equipes da F-1, com exceção de Ferrari, McLaren e Renault.

A proposta da reunião foi de estabelecer a natureza e a extensão da espionagem existente na F-1 atual, para cortar o mal pela raiz.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;