Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ataque aéreo deixa 25 mortos Síria Enquanto mais um bairro de Damasco se rende



02/09/2016 | 00:11


O governo da Síria garantiu um acordo para restaurar sua autoridade sobre outro subúrbio rebelde de Damasco, nesta quinta-feira, enquanto dissidentes conquistavam terreno em um avanço relâmpago na cidade central de Hama. Os rebeldes suspeitam que ataques aéreos conduzidos pelo governo deixaram 25 civis mortos em uma província próxima.

O subúrbio de Moadamiyeh, na zona oeste da capital síria, onde a Organização das Nações Unidas (ONU) afirma ter havido um ataque com gás sarin tóxico, em 2013, foi cercado pelo governo e estima-se que os cerca de 28 mil residentes da região estejam sofrendo com a escassez de água e comida.

Hoje, os moradores da região permitiram que o governo de Bashar al-Assad restaurasse a presença de instituições política e de segurança no subúrbio, de acordo com Hassan Ghadour, residente do bairro e negociador do acordo.

Ghadour disse que 200 homens armados poderiam ter passagem segura em áreas controladas por rebeldes nas províncias de Idlib e Aleppo. Espera-se que a implementação do acordo comece nesta sexta-feira.

Enquanto isso, pelo menos 25 civis - incluindo seis crianças - foram mortas no que se suspeita que tenha sido um ataque aéreo conduzido pelo governo na província de Hama, ao passo em que rebeldes faziam novos ganhos no país. Fonte: Dow Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ataque aéreo deixa 25 mortos Síria Enquanto mais um bairro de Damasco se rende


02/09/2016 | 00:11


O governo da Síria garantiu um acordo para restaurar sua autoridade sobre outro subúrbio rebelde de Damasco, nesta quinta-feira, enquanto dissidentes conquistavam terreno em um avanço relâmpago na cidade central de Hama. Os rebeldes suspeitam que ataques aéreos conduzidos pelo governo deixaram 25 civis mortos em uma província próxima.

O subúrbio de Moadamiyeh, na zona oeste da capital síria, onde a Organização das Nações Unidas (ONU) afirma ter havido um ataque com gás sarin tóxico, em 2013, foi cercado pelo governo e estima-se que os cerca de 28 mil residentes da região estejam sofrendo com a escassez de água e comida.

Hoje, os moradores da região permitiram que o governo de Bashar al-Assad restaurasse a presença de instituições política e de segurança no subúrbio, de acordo com Hassan Ghadour, residente do bairro e negociador do acordo.

Ghadour disse que 200 homens armados poderiam ter passagem segura em áreas controladas por rebeldes nas províncias de Idlib e Aleppo. Espera-se que a implementação do acordo comece nesta sexta-feira.

Enquanto isso, pelo menos 25 civis - incluindo seis crianças - foram mortas no que se suspeita que tenha sido um ataque aéreo conduzido pelo governo na província de Hama, ao passo em que rebeldes faziam novos ganhos no país. Fonte: Dow Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;