Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

A mulher andreense no Carnaval dos anos 60

Destacamos imagens dos álbuns fotográficos da advogada andreense Marília Galluzzi


Ademir Médici

01/02/2016 | 07:07


Temos um compromisso informal com a advogada andreense Marília Galluzzi: destacar nos períodos pontuais do ano as imagens dos seus álbuns fotográficos, que extrapolam as famílias convencionais para abranger colegas de escola, do trabalho, do clube, constituindo uma grande família paralela.

E, como estamos no Carnaval, escolhemos duas fotos do Panelinha no início dos anos 1960. Tempo de Panelinha e Ocara nos desfiles de rua, e também de muita festa nos salões da cidade.

Sábado, 1º de fevereiro de 1986 – ano 28, nº 6047
Manchete – Estoques do governo contra inflação; vendas do comércio em 85 cresceram 17,7%
Música –Simplicidade da viola no show de Almir Sater, neste fim de semana no Teatro Cacilda Becker, em São Bernardo.
Milionário e Zé Rico em show na Garagem Municipal de Santo André.
Polícia – Morre PM da Rota baleado em Diadema.
Carnaval 86 – Gritos de Carnaval em três clubes: Bochófilo de Santo André, Meninos e VW Clube.

Em 1º de fevereiro de...
1916 – Dona Zelinda Flaquer, residente em São Paulo, mãe do senador Flaquer, visita Santo André, onde o filho reside.
1931 – Prefeito nomeado Armando Setti, de São Bernardo, baixa o ato número 1 do seu governo, dando novas denominações a várias ruas da Vila de São Bernardo, Santo André e São Caetano.

A medida era ainda resultado da virada política nacional. Com a queda dos governos da União e dos Estados, também os municípios tinham novos prefeitos, nomeados interventores estaduais.

Armando Setti sucedia ao prefeito Saladino, no hoje Grande ABC, e a orientação geral era a de apagar, também aqui, os nomes que lideraram a Velha República.

Em São Bernardo, João Pessoa (governador da Paraíba assassinado, candidato a vice-presidente da República em dobradinha com Getúlio Vargas) passava a ser o nome da antiga Rua Coronel Francisco Pedroso; Newton Prado (líder tenentista) no lugar de Rua Coronel Saladino Cardoso Franco (prefeito deposto); Rua Djalma Dutra (revolucionário em 1930) no lugar de Rua Progresso.

Em Santo André, Siqueira Campos (líder do tenentismo) no lugar de Rua Washington Luis (presidente deposto); Joaquim Távora (um dos líderes da Revolução de 1924), no lugar de Rua Wanda; 24 de Outubro (data da chamada Revolução de Getúlio) no lugar de Praça Carlos de Campos (presidente/governador do Estado de São Paulo na Velha República).

Em São Caetano: de Rua Mario Tavares (diretor-presidente do Correio Paulistano, de apoio à Velha República) para Rua Ceará; de Saladino Cardoso Franco para Rua João Pessoa; de Rua Fernando Prestes (presidente e vice-presidente de São Paulo em vários momentos da Velha República) para Conselheiro Antonio Prado (primeiro prefeito da Capital).

O professor Ornécio Pazinato funda o conservatório Santa Cecília, em Santo André.

Fundado o Esporte Clube Riacho Grande, em São Bernardo.

Filmes em exibição nos cinemas de Santo André:
Tangará – Qual Será Nosso Amanhã, cinemascope com Van Heflin.
Tamoio – Amantes Secretos, com Odile Versois; A Princesa e o Pirata, com Bob Hope.
Santo André – Dragões Com Asas, com John Hodiack, e A Cruz da Minha Vida, com Burt Lancaster.

1961 – Criada a delegacia sindical de Santo André do Sindicato dos Motoristas Autônomos; José Antunes dos Santos é eleito o primeiro presidente.

1971 – Affonso Maria Zanei eleito presidente da Câmara Municipal de Santo André; Américo de Morais, presidente da Câmara Municipal de São Bernardo.

2001 –A indústria Multibrás anuncia o encerramento das atividades da fábrica de São Bernardo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

A mulher andreense no Carnaval dos anos 60

Destacamos imagens dos álbuns fotográficos da advogada andreense Marília Galluzzi

Ademir Médici

01/02/2016 | 07:07


Temos um compromisso informal com a advogada andreense Marília Galluzzi: destacar nos períodos pontuais do ano as imagens dos seus álbuns fotográficos, que extrapolam as famílias convencionais para abranger colegas de escola, do trabalho, do clube, constituindo uma grande família paralela.

E, como estamos no Carnaval, escolhemos duas fotos do Panelinha no início dos anos 1960. Tempo de Panelinha e Ocara nos desfiles de rua, e também de muita festa nos salões da cidade.

Sábado, 1º de fevereiro de 1986 – ano 28, nº 6047
Manchete – Estoques do governo contra inflação; vendas do comércio em 85 cresceram 17,7%
Música –Simplicidade da viola no show de Almir Sater, neste fim de semana no Teatro Cacilda Becker, em São Bernardo.
Milionário e Zé Rico em show na Garagem Municipal de Santo André.
Polícia – Morre PM da Rota baleado em Diadema.
Carnaval 86 – Gritos de Carnaval em três clubes: Bochófilo de Santo André, Meninos e VW Clube.

Em 1º de fevereiro de...
1916 – Dona Zelinda Flaquer, residente em São Paulo, mãe do senador Flaquer, visita Santo André, onde o filho reside.
1931 – Prefeito nomeado Armando Setti, de São Bernardo, baixa o ato número 1 do seu governo, dando novas denominações a várias ruas da Vila de São Bernardo, Santo André e São Caetano.

A medida era ainda resultado da virada política nacional. Com a queda dos governos da União e dos Estados, também os municípios tinham novos prefeitos, nomeados interventores estaduais.

Armando Setti sucedia ao prefeito Saladino, no hoje Grande ABC, e a orientação geral era a de apagar, também aqui, os nomes que lideraram a Velha República.

Em São Bernardo, João Pessoa (governador da Paraíba assassinado, candidato a vice-presidente da República em dobradinha com Getúlio Vargas) passava a ser o nome da antiga Rua Coronel Francisco Pedroso; Newton Prado (líder tenentista) no lugar de Rua Coronel Saladino Cardoso Franco (prefeito deposto); Rua Djalma Dutra (revolucionário em 1930) no lugar de Rua Progresso.

Em Santo André, Siqueira Campos (líder do tenentismo) no lugar de Rua Washington Luis (presidente deposto); Joaquim Távora (um dos líderes da Revolução de 1924), no lugar de Rua Wanda; 24 de Outubro (data da chamada Revolução de Getúlio) no lugar de Praça Carlos de Campos (presidente/governador do Estado de São Paulo na Velha República).

Em São Caetano: de Rua Mario Tavares (diretor-presidente do Correio Paulistano, de apoio à Velha República) para Rua Ceará; de Saladino Cardoso Franco para Rua João Pessoa; de Rua Fernando Prestes (presidente e vice-presidente de São Paulo em vários momentos da Velha República) para Conselheiro Antonio Prado (primeiro prefeito da Capital).

O professor Ornécio Pazinato funda o conservatório Santa Cecília, em Santo André.

Fundado o Esporte Clube Riacho Grande, em São Bernardo.

Filmes em exibição nos cinemas de Santo André:
Tangará – Qual Será Nosso Amanhã, cinemascope com Van Heflin.
Tamoio – Amantes Secretos, com Odile Versois; A Princesa e o Pirata, com Bob Hope.
Santo André – Dragões Com Asas, com John Hodiack, e A Cruz da Minha Vida, com Burt Lancaster.

1961 – Criada a delegacia sindical de Santo André do Sindicato dos Motoristas Autônomos; José Antunes dos Santos é eleito o primeiro presidente.

1971 – Affonso Maria Zanei eleito presidente da Câmara Municipal de Santo André; Américo de Morais, presidente da Câmara Municipal de São Bernardo.

2001 –A indústria Multibrás anuncia o encerramento das atividades da fábrica de São Bernardo. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;