Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com Felipe e zaga em alta, Corinthians vai a campo com titulares no Itaquerão



14/03/2015 | 07:00


O zagueiro Felipe venceu a desconfiança interna no Corinthians para se tornar titular absoluto da defesa menos vazada do Campeonato Paulista. Em oito jogos, o time alvinegro sofreu apenas dois gols. A equipe não é vazada há 450 minutos. E essa invencibilidade voltará a ser colocada à prova neste sábado, quando o time terá pela frente o Red Bull Brasil, às 16 horas, no Itaquerão, pela décima rodada do Estadual.

Como Felipe não era considerado um zagueiro pronto para disputar a Copa Libertadores, a diretoria foi atrás de Edu Dracena após a saída de Anderson Martins em janeiro. O então presidente Mário Gobbi chegou a afirmar que o ex-santista seria o "xerife" da equipe na Libertadores. Mas após bom aproveitamento nos amistosos da pré-temporada e atuações seguras ao lado de Gil nos primeiros jogos do Paulista e da Libertadores, Felipe se firmou entre os titulares e deixou Dracena no banco.

"Estou no clube há três anos, tive aquela oportunidade no início e não fui tão bem. Procurei trabalhar da mesma forma, o Tite falou isso para mim. É o que venho fazendo, não é nada de diferente. Teve a desconfiança porque aconteceram coisas que eu não queria, mas sigo trabalhando", disse Felipe.

O zagueiro fará neste sábado o seu décimo jogo na temporada. Felipe jogou 90 minutos diante do São Bernardo, quarta-feira, e também deverá estar em campo na terça-feira, quando o Corinthians enfrenta o Danubio, no Uruguai, pela Libertadores. "Estou bem. Faço os exames, testes, e estou à disposição. A hora que o Tite precisar, estou à disposição", disse.

Tite vai escalar diante do Red Bull Brasil o time titular. Renato Augusto, em fase final de recuperação de uma lesão no tornozelo esquerdo, será substituído pelo volante Cristian. O meia está sendo preparado para retornar à equipe diante do Danubio.

TORCIDA - O Corinthians voltará a jogar no Itaquerão com bom público neste sábado. Já foram vendidos mais de 26 mil ingressos e o alvinegro deve faturar aproximadamente R$ 100 mil somente com cadeiras vazias.

Segundo levantamento do próprio clube, cerca de 10% dos torcedores que compram ingresso não comparecem aos jogos. Essa diferença entre público pagante e público presente no Itaquerão ocorre, principalmente, por causa dos pacotes promocionais vendidos pelo clube. Para obter descontos e pontos de "milhagem" no programa de fidelidade do Fiel Torcedor, o sócio-torcedor compra, por exemplo, dez ingressos de uma só vez, mas acaba não indo a todos os jogos.

"Nós divulgamos o número de pagantes, mas o público presente é sempre menor. É algo que há alguns anos seria impensável para o futebol brasileiro, mas nos jogos do Corinthians já vem ocorrendo desde o Pacaembu", diz o gerente de operações do Itaquerão, Lúcio Blanco.

Contra o São Bernardo, quarta-feira, pela 9.ª rodada do Campeonato Paulista, por exemplo, o público pagante foi de 23.484 torcedores. Segundo Blanco, cerca de 2 mil corintianos que compraram ingresso não compareceram ao estádio.

No início do ano, o Corinthians lançou um pacote para associados do Fiel Torcedor com dez ingressos. O médico Thiago Saadeh Albuquerque foi um dos 15 mil corintianos que adquiriram o pacote. "Comprei por causa do desconto e para ganhar pontos no Fiel Torcedor. Infelizmente não vou poder ir em todos os jogos, mas quando o time chegar nas fases decisivas da Libertadores e do Paulista terei pontuação garantida e prioridade na compra dos ingressos", diz.

O Corinthians tem 83 mil sócios-torcedores e o Itaquerão possui capacidade para 40 mil pessoas. Assim, a prioridade na compra é dada para quem tem mais pontos no Fiel Torcedor.

Na semana passada, o clube lançou outro pacote, dessa vez com três jogos: Danubio (Libertadores), Portuguesa e Penapolense (Campeonato Paulista). Para incentivar as vendas, as partidas do Estadual valem pontuação dobrada no Fiel Torcedor.

O Corinthians tem no Estadual média de 26.392 pagantes por jogo e R$ 1,1 milhão de renda. Como, segundo o próprio clube, 10% desses torcedores não vão aos jogos, o clube fatura aproximadamente R$ 100 mil a cada partida somente com lugares vazios.

Nem mesmo na Libertadores, quando a procura por ingressos é maior, o número de presentes foi igual ao de pagantes. "O torcedor sempre tem alguma eventualidade e acaba não indo, mesmo com o ingresso na mão", alega Blanco.

No jogo com o São Paulo, o Itaquerão teve o seu recorde de público em jogos do Corinthians, com 38.487 pagantes. A renda foi de R$ 3.528.236,00.

Para o segundo semestre, o Corinthians deve lançar uma plataforma de revenda de ingressos. A medida deve contemplar torcedores como Albuquerque e diminuir a diferença entre público pagante e presente no Itaquerão. "Estamos trabalhando na criação de um sistema no qual o torcedor que tiver comprado ingresso e não puder comparecer ao estádio poderá colocar a entrada à venda no nosso site", explica Blanco.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;