Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

Ato estimula mães a amamentar

Terceira edição de mamaço na região foi realizada ontem no jardim do Teatro Elis Regina


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

03/08/2014 | 07:00


Como forma de exaltar os benefícios da amamentação, grupo de mulheres realizou, na tarde de ontem, mamaço no jardim do Teatro Elis Regina, no bairro Assunção, em São Bernardo. A atividade, que integra calendário de eventos da Semana Mundial do Aleitamento Materno, é a terceira organizada na região.

Além de chamar a atenção da sociedade para o tema, o encontro também serviu como oportunidade para a troca de experiências entre as participantes. A fonoaudióloga especializada em aleitamento materno Aline Belini, 35 anos, lembra que apesar de ter sido ampliado o acesso à informação, ainda há longo caminho a ser percorrido quando o assunto é derrubar tabus.

“Ainda ouvimos muito que o leite é fraco, que temos de introduzir outros alimentos antes dos 6 meses do bebê, por isso a importância de a mulher ter esse espaço para compartilhar”, destaca.

A profissional destaca ainda que o aleitamento exige flexibilidade e dedicação por parte da mãe, tendo em vista as dificuldades vivenciadas nos primeiros meses após o parto. “Temos a questão da fissura mamilar, ocasionada pela pega inadequada, a demora para a descida do leite”, exemplifica.

A mamãe de primeira viagem Juliana Vilar, 31, participou pela primeira vez do evento junto do filho Miguel, 4 meses. A enfermeira, moradora de São Caetano, destaca que foi preciso paciência e perseverança para superar o primeiro mês de vida do bebê sem abandonar a amamentação. “É um choque grande, a criança mama cerca de 15 vezes por dia, são duas pessoas estranhas”, revela.

A organizadora do ato, a psicóloga Carla Capuano, ressalta que a amamentação deve ser prazerosa para mãe e filho e que a hora de parar precisa ser decidida em consenso. “Minha filha, Clara Liz, tem 3 anos e 3 meses e ainda mama uma vez por dia”, conta.

A recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) é que o bebê deve se alimentar exclusivamente de leite materno até os 6 meses e a amamentação deve permanecer até a criança completar 2 anos. Isso porque o alimento contém todas as proteínas, vitaminas e água que o bebê necessita.

Após o mamaço, o grupo assistiu apresentação teatral promovida pelo Teatro Casita, espaço de convivência familiar que existe desde 2012 em Santo André. Na Aventura de Parir. Aventura de Nascer, mães de recém-nascidos puderam acompanhar relatos, narrativas e encenações sobre gestação, parto e criação dos filhos.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados