Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

Polícia prende suspeito de ser o 'maníaco da moto'

Homem foi preso em flagrante após tentar estuprar jovem de 18 anos


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

22/11/2011 | 07:00


Um homem foi preso em flagrante na madrugada de ontem após tentar estuprar uma jovem de 18 anos em rua no Parque Gerassi, em Santo André. Segundo a Polícia Civil, o pedreiro Marconi André Alves, 26 anos, é suspeito de ser o chamado ‘maníaco da moto preta', que praticou outros crimes sexuais na região.

Por volta das 2h, a Polícia Militar foi chamada ao bairro para atender a uma ocorrência de roubo. Quando os policiais se depararam com a motocicleta, a vítima gritou pedindo socorro. Alves tentou resistir à prisão e teria agredido militares no momento da fuga. O suspeito foi levado ao 1º Distrito Policial e aguarda transferência para o Centro de Detenção Provisória.

O delegado Lupércio Antonio Dimov informa que seis vítimas de estupro foram chamadas ao distrito, mas nenhuma reconheceu Alves como sendo o ‘maníaco da moto preta'. "Isso não quer dizer que não seja a mesma pessoa. Além do medo das vítimas, o maníaco sempre agia de capacete, o que dificulta a identificação."

A prisão foi efetuada por policiais militares da 3ª Companhia do 41º Batalhão. "Provavelmente esse sujeito fez mais vítimas aqui na região. Vamos continuar a busca", afirma o comandante do batalhão, major Fábio Leite. O preso tem passagem por tentativa de homicídio e será enquadrado no artigo 213 do Código Penal, cuja pena prevista é de prisão entre seis a dez anos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.