Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André busca R$ 10
mi para finalizar Brunão

Orlando Filho/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Secretaria de Obras vai atrás de verba para
terminar estádio municipal até dezembro de 2014


Dérek Bittencourt

09/12/2013 | 07:10


Dezembro de 2014. Portanto, daqui a um ano, a cidade de Santo André deverá receber por completo o novo Estádio Bruno Daniel. Esta é a previsão do secretário de Obras, Paulinho Serra (PSD), que aguarda neste mês a liberação de R$ 13 milhões para a segunda etapa da obra e, já em janeiro, pretende buscar mais R$ 10 milhões do governo estadual para a fase final da reforma da praça esportiva.

Desde maio, quando o prefeito Carlos Grana (PT) assinou a ordem de serviço para retomada das obras, o local ganhou arquibancada para 5.000 lugares no antigo setor das cadeiras cobertas. Os degraus já estão construídos, faltando ainda os procedimentos de finalização, acessos, banheiros e lanchonete, em etapa que deve ser finalizada no máximo em maio, após a Série A-2.

“Os R$ 13 milhões estão para ser liberados pelo Estado ainda neste mês e, em janeiro, vamos buscar mais R$ 10 milhões por meio da mesma linha de crédito no Desenvolve SP (Agência de Desenvolvimento Paulista) para concluir a obra com a cobertura e iluminação até o fim de 2014”, explicou Paulinho Serra, que contou que o prefeito Carlos Grana foi buscar a autorização para liberação do recurso junto à Secretaria do Tesouro Nacional (que age em um segundo momento do procedimento iniciado pelo governo do Estado). “Com essa nova fase de financiamento, teremos uma arena de 20 mil lugares para eventos esportivos e 25 mil a 30 mil para outros eventos. É uma mudança completa na qualidade do estádio”, emendou Serra.

Atualmente o local recebe intervenção direta e de maneira praticamente exclusiva no gramado, para ficar apto a receber as partidas do Campeonato Paulista da Série A-2 de 2014, a partir de 26 de janeiro – data da estreia do Ramalhão, contra o Guaratinguetá. O cronograma da Prefeitura prevê que o campo estará em plenas condições no dia 18 e ao que se vê, tudo está em dia.

A antiga drenagem, que já não exercia seu papel, foi totalmente trocada, o novo sistema de irrigação, agora automatizado, foi instalado e a areia que vai ficar por baixo do gramado está ao redor do campo para ser aplicada. A partir daí, faltarão o processo para deixar o terreno plano e plantio da grama, que virá em rolos de 40 metros para ser instalada no Brunão.

“Tem dado tudo certo até agora e o cronograma está em dia. Estamos em meses complicados por causa das chuvas e lidamos com gramado e drenagem, que exigem cuidados. Mas temos tomado todas as precauções para não correr risco de a expectativa da torcida e da cidade ser frustrada”, explicou Serra.

Por ora, o Ramalhão aguarda que o local fique pronto para poder utilizá-lo ao menos parcialmente como casa. E, de acordo com o presidente Celso Luiz de Almeida, não haverá mais treinos diários no local, a fim de preservar o gramado. “Santo André e Prefeitura são parceiros e nosso maior objetivo é ter uma casa para jogar. Temos que respeitar o gramado, que tem horas certas que pode ser usado. Entre os jogos, não se pode utilizá-lo mais do que seis horas e é isso que o Santo André vai fazer: atender à recomendação da Prefeitura para preservá-lo e utilizá-lo por mais tempo”, comprometeu-se o dirigente.

Na segunda parte da obra, que vai sair do papel a partir dos R$ 13 milhões que deverão ser liberados neste mês, estão previstas a elevação dos vestiários para o setor inferior da arquibancada, instalação dos novos elevadores, revitalização das cabines de autoridades e imprensa e fachada, entre outros.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados