Fechar
Publicidade

Internacional

Publicado em quarta-feira, 7 de agosto de 2013 às 04:38 Histórico

Oposição do Japão pede saída de Aso após exemplo nazista

O Partido Democrático do Japão e outros quatro partidos de oposição emitiram uma declaração conjunta nesta quarta-feira, na qual insistem para que o ministro de Finanças e vice-premiê do Japão, Taro Aso renuncie ou seja demitido após ter dito que o governo japonês deveria se inspirar na Alemanha nazista na hora de reformar sua constituição.

"Aso, a confiança internacional no Japão está prejudicada em função da sua linguagem inaceitável que tolera o nazismo. Não há espaço para desculpas", disse o comunicado, acrescentando que o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe tem responsabilidade por ter nomeado Aso como membro do Gabinete.

O pedido para que a renúncia seja debatida foi recusado pelo Partido Liberal Democrático, legenda de Abe.

Mais cedo, o secretário-chefe do gabinete do Japão, Yoshihide Suga, disse que Aso não é obrigado a sair, uma vez que já se retratou por suas declarações e manifestou arrependimento por elas.

"Aso se retratou pelos comentários e a administração Abe deixou claro que não compactua com o que os nazistas fizeram", disse o porta-voz do governo. Fonte: Dow Jones Newswires.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC