Fechar
Publicidade

Política

Publicado em sábado, 3 de agosto de 2013 às 07:00 Histórico

Marcelo Lima terá de permanecer no PPS

A fracassada fusão entre PPS e PMN para criar a MD foi um balde de água fria nos planos do vereador de São Bernardo Marcelo Lima (PPS), que aguardava o surgimento da nova legenda para ter respaldo jurídico e trocar de partido sem correr risco de ser enquadrado por infidelidade partidária.

Marcelo foi sondado pelo PTB, com a garantia de legenda para ser candidato a deputado estadual e comandar o diretório local da sigla, que passará por reestruturação após a saída do vice-prefeito, Frank Aguiar.

De acordo com a resolução 22.610/2007 do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que versa sobre o processo de perda de cargo eletivo e de justificativa para desfiliação partidária, os partidos políticos podem pedir na Justiça Eleitoral a perda de cargo eletivo em decorrência de desfiliação partidária sem justa causa.

Entende-se por justa causa “a incorporação ou fusão de partido, a criação de nova sigla, a mudança substancial ou desvio reiterado do programa partidário e a grave discriminação pessoal”. Não é o caso de Marcelo.

Agora, o futuro do parlamentar no PPS segue indefinido. “Ele continua no partido, mesmo que ele não queira”, disse o presidente do diretório local da sigla, André Sicco. Apesar do discurso do mandatário, o vereador está isolado no partido e seu futuro segue indefinido.

Segundo vereador mais votado da cidade em 2012, com 6.445 votos, Marcelo Lima era a primeira opção era opção entre os popular-socialistas para ser candidato a deputado estadual em 2014.

Mas ele não tem seguido a linha de oposição ao prefeito, Luiz Marinho (PT), adotada pelo PPS na Câmara. No primeiro semestre ele não assinou o pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos uniformes.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC