Fechar
Publicidade

Esportes

Publicado em domingo, 17 de junho de 2012 às 12:02 Histórico

Solonei da Silva vence Maratona de São Paulo

O corredor brasileiro Solonei Rocha da Silva interrompeu o domínio queniano da prova masculina da Maratona de São Paulo ao vencer a disputa, realizada neste domingo na capital paulista, com o tempo de 2h12min25. Assim, encerrou um jejum de três anos dos atletas do País na versão para homens da corrida.

 

"Foi um período curto de preparação para a maratona, mas eu consegui", disse Solonei, após a prova, em entrevista à TV Globo. "Tenho muito orgulho de dizer que fui um coletor de lixo e hoje sou maratonista", completou o atleta brasileiro.

 

Solonei venceu no ano passado a maratona dos Jogos Pan-Americanos, em Guadalajara, mas não conseguiu obter índice para a Olimpíada de Londres. O seu triunfo foi o oitavo de um atleta brasileiro na Maratona de São Paulo, que tem os quenianos como maiores vencedores - nove.

 

O brasileiro foi seguido pelos quenianos Hillary Kimaiyo, que ficou na segunda colocação, e Katui Kipkemoi, que terminou em terceiro e precisou receber atendimento médico após completar a Maratona de São Paulo. O etíope Wegayehu Tefera ficou na quarta colocação e o brasileiro Valdir de Oliveira foi o quinto.

 

Se Solonei interrompeu o domínio queniano na prova masculina, a versão feminina da Maratona de São Paulo foi vencida por uma atleta do país africano. Rumokol Chepkanan quebrou em quase 5 minutos o recorde da prova e ganhou com o tempo de 2h31min31s. A marca anterior era da vencedora de 2011, a marroquina Samira Raif, com 2h36min46.

 

Chepkanan foi vice-campeã da Maratona de São Paulo no ano passado e dessa vez venceu ao superar a etíope Adugnana Dibaba, que terminou na segunda colocação, seguida pela queniana Nancy Kiprop, campeã da última edição da Volta da Pampulha. Em quinto lugar, Marily dos Santos foi a melhor brasileira nesta edição da prova na capital paulista.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC