Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 26 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vettel lamenta batida e 8º lugar, mas elogia Verstappen por pedido de desculpas



15/04/2018 | 11:08


O alemão Sebastian Vettel viveu um domingo para esquecer. Apesar de largar na pole position no GP da China, o piloto da Ferrari sofreu com uma série de acontecimentos e ainda foi prejudicado por um acidente causado por Max Verstappen, o que fez com que terminasse apenas na oitava colocação.

Vettel liderou boa parte da prova, até ser ultrapassado por Valtteri Bottas. A entrada do Safety Car também prejudicou o alemão, que viu os concorrentes se aproximarem. Para encerrar, Verstappen errou na tentativa de ultrapassar o piloto da Ferrari, causou um acidente e o tirou da briga pelo triunfo.

"Eu tive sorte de terminar a corrida. Depois de uma batida como a que tive, acho que poderia ter parado ali. Obviamente, tive sorte de o carro ainda funcionar, apesar de o balanço ter acabado. Nós tínhamos certeza de que terminaríamos na frente, mas não terminamos. O momento do Safety Car foi ruim", considerou.

Vettel ainda tentou explicar o momento da batida com Verstappen. "Depois de ficar claro que a Red Bull estava mais veloz, achei que não havia muito sentido em resistir ao Daniel Ricciardo. E, então, o mesmo aconteceu com o Max. Dei espaço para ele, mas, obviamente, ele errou e nós batemos."

O alemão, no entanto, evitou criticar o adversário e exaltou a atitude de Verstappen, que após a prova o procurou para se desculpar. "Acho que ele percebeu que errou. Eu gostei do fato de ele ter me procurado prontamente, porque este é o jeito de resolver as coisas, cara a cara."

Companheiro de Vettel na Ferrari, Kimi Raikkonen terminou na terceira colocação, mas pareceu mais irritado que o alemão. O piloto finlandês também lamentou a entrada do Safety Car e considerou que tinha condições de conseguir pelo menos a segunda posição.

"Foi uma corrida bastante dolorosa e não foi muito divertida", afirmou. "Com certeza estávamos mais velozes que o Valtteri, mas quando você chega perto, fica mais difícil. Não consegui velocidade suficiente para ultrapassá-lo. Hoje, ficamos em terceiro, mas quando você larga na primeira fila, isso está longe do ideal."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados