Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Período para festejar ou relaxar

Wilson Dias/ Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Chegada do Carnaval faz com que jovens se dividam em quem gosta e quem quer ficar longe da Folia


Tauana Marin

11/02/2018 | 07:20


Carnaval é sinônimo de curtição, amigos, bloquinhos, escolas de samba e muito som, certo? Bem, nem todo mundo conta os dias para a chegada da popular data nacional. Há quem prefira dedicar o período para descansar e relaxar ao máximo, ficando bem longe da agitação. Os dias em torno da Folia devem ser aproveitados para que cada um se divirta da maneira que achar melhor no período longe dos estudos e do trabalho.

Para Eduardo Galera do Amaral, 15 anos, de São Caetano, a grande quantidade de pessoas, a música alta e a animação ‘exacerbada’ não agradam nem um pouco. “Particularmente, acho tudo isso muito chato e entediante.” Segundo o aluno do Ensino Médio do Colégio Singular, a opção em se distanciar ao máximo da festa não é algo que existe desde sempre. “Participava dos carnavais na escola e ia em eventos vestido a caráter. Com a família, fomos, por muitos anos, passar os dias em um sítio e havia algumas brincadeiras. Colocávamos fantasias, mas era algo mais familiar, sem a agitação toda do Carnaval. Hoje sou mais tranquilo, curto ficar ‘de boa’, com os familiares e alguns amigos”, diz o adolescente, que também não é fã dos desfiles que passam na televisão.

Apesar da atual posição, ele não descarta voltar um dia para o universo carnavalesco. “Estou em uma fase mais chata, mas, daqui uns anos, quem sabe não seja um folião na companhia dos meus amigos. Por enquanto, prefiro a tranquilidade de casa ou de uma viagem familiar.”

A chegada do Carnaval deste ano tem agitado os planos de Vitória Alves de Lima, 19, de Ribeirão Pires. Ela costuma passar os dias na companhia dos amigos ou passeando na praia. “É um clima muito gostoso, com as pessoas na rua festejando e fantasiadas. Deixamos de lado a seriedade do dia a dia, as regras e, simplesmente, saímos para nos divertir.” 

A jovem elege os bloquinhos que passarão pelas ruas de São Paulo como seu programa preferido. “É o terceiro ano que participo. Essa minha paixão vem desde criança, quando pulava na escola. Ia também ao clube de Ribeirão dançar as marchinhas e espalhar confete e espuma. Hoje, gosto da ‘muvuca’ de gente ao som dos trios.”

Para garantir a animação, a foliã sempre está atenta a certos cuidados que não devem ser deixados de lado. “Fico de olho nos meus pertences. Não costumo levar celular por medo de furto ou perda. Uso o dos meus amigos se preciso falar com alguém e já deixo, inclusive, o número de um deles com minha família caso precise falar comigo”, explica. Em sua lista de preparativos, Vitória confirma o funcionamento dos transportes públicos, procurando se algumas estações estarão abertas nos destinos que irá. Nos próximos anos, ela tentará concretizar sonho especial: desfilar em uma escola de samba. “Adoro ouvir a bateria”, confessa.

PROGRAMAÇÃO

Seja qual for a preferência durante o período carnavalesco, é possível encontrar programação de todos os tipos, com atrações agitadas e outras mais light. Para se ter ideia, Fugindo do Carnaval é o nome da mostra de filmes que dá continuidade às comemorações do aniversário de 25 anos do Espaço Itaú de Cinema – Augusta (Rua Augusta, 1.470. Tel.: 3288-6780), na Capital. Os filmes da agenda têm sessão até quarta-feira, sempre às 17h, na sala 1 do complexo cultural. Hoje é a vez do A Grande Jogada e a exibição de amanhã contará com Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississippi. A agenda completa está em www.itaucinemas.com.br.

Já para quem não quer perder a oportunidade de ser um folião, a cidade de São Paulo, nesta temporada, tem lista com 491 blocos desfilando pela cidade durante o mês. Há espaço para diferentes estilos musicais, como samba, pagode, frevo, funk, rock e música pop. 

Hoje à tarde, por exemplo, o público poderá acompanhar a estreia do Bloco do Sidney Magal (Avenida São Luís x Rua Coronel Xavier de Toledo, no Centro), das 17h às 20h, com expectativa de público entre 20 mil e 50 mil pessoas em seu primeiro desfile. Das 15h às 20h, o Bloco do Desmanche (Avenida 23 de Maio) aposta em sucessos dos anos 1990 e 2000. 

No ano passado, cerca de 3,5 milhões de pessoas estiveram na festa urbana, com expectativa para que 2018 bata o recorde. De acordo com a prefeitura, a expectativa é de reunir 4 milhões de festeiros. Isso mostra que boa parte das pessoas opta por se jogar no mundo de confetes, serpentinas e muito glitter. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados