Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Excesso de velocidade é maior causa de suspensão de CNH

Divulgação / Detran  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Levantamento feito nos cursos de reciclagem aponta que 12 são reincidentes e 62% são homens


Do Diário OnLine

12/01/2018 | 15:09


O excesso de velocidade é a principal causa de suspensões ou cassações da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), mostra pesquisa feita pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) com 9.038 motoristas e motociclistas em seus cursos de reciclagem. Quase metade (47%) dos entrevistados respondeu que essa é a infração que mais comete.

O levantamento mostra ainda que 12% são reincidentes — já haviam sido suspensos ou cassados anteriormente — e que os homens são a maioria entre os penalizados, 62%, com idades entre 33 e 47 anos.

Os condutores masculinos também são maioria entre as vítimas de acidentes de trânsito no Estado de São Paulo, de acordo com o Infosiga, banco de dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito. Dos 5.110 mortos de janeiro a novembro de 2017, 79% eram homens, ante 18% de mulheres (em 3% dos casos os dados não estavam disponíveis).

O Infosiga aponta ainda que 94% dos acidentes fatais são causados por falha humana, como falar ao celular ou exceder o limite de velocidade.

Dentro dessa apuração dos riscos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) estima ainda que um pedestre adulto tenha menos de 20% de risco de morrer se for atingido por um carro que viaja abaixo de 50 km/h, mas quase 60% se o veículo estiver a 80 km/h.
Somente entre janeiro e setembro do ano passado, 424.625 motoristas tiveram a CNH suspensa no Estado de São Paulo, outros 9.467 tiveram o documento cassado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados