Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

População continua a lotar UBSs por vacina

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Anúncio de campanha de imunização contra a febre amarela, a partir do dia 3, não diminui filas


Juliana Stern
Especial para o Diário

12/01/2018 | 07:00


 O anúncio de campanha de vacinação contra a febre amarela a partir do dia 3 em seis das sete cidades da região – exceto São Caetano – não tranquilizou os moradores do Grande ABC, que voltaram a superlotar postos de Saúde em busca de imunização contra o vírus ontem. Em Santo André e Ribeirão Pires, munícipes esgotaram as senhas disponibilizadas e muitos voltaram para casa sem a proteção.

Viagem marcada para Araçatuba, no Interior do Estado, fez com que a dona de casa e avó zelosa Maria Cecília Elias Maraia, 66 anos, levasse os netos André, 10, e Rafael, 8, para se vacinar contra a febre amarela ontem, na UBS Centro, na Rua Campos Sales, em Santo André. Os três se juntaram a mais de 200 pessoas, em fila que dobrou a esquina, em busca da dose. “Eles (netos) vão viajar com o pai e, depois, comigo. Cheguei aqui às 6h45 da manhã para pegar a senha”, revela a avó.

Assim como a família Maraia, outras pessoas chegaram ao nascer do sol para garantir a proteção. A professora Evelize Botaccini, 45, chegou às 8h junto do filho Enzo, 7. “Teve até confusão, porque as pessoas não queriam ir embora. Insistiam em tomar a vacina. Até a polícia foi chamada.”

A GCM (Guarda Civil Municipal) foi acionada para dar suporte aos funcionários e organizar o trânsito, tendo em vista que a Rua Cesário Motta precisou ser fechada.

A dona de casa Alita Lofiego, 59, chegou ao local às 12h30, mas as senhas já tinham acabado. “Trouxe os dois netos. O problema é que agora não vai dar dez dias de antecedência antes de eles viajarem”, ressalta.

De acordo com a auxiliar de enfermagem Edna Vitória Jardim Corollo, 59, a vacinação ocorre a partir das 13h. “Tem gente que chega às 6h30 e, infelizmente, não temos (vacina) para todo mundo. Temos um limite de senhas”, explica.

Em Santo André, a vacinação contra a febre amarela acontece às segundas e quintas-feiras, das 13h às 17h, com limite de 150 senhas por dia. No município já foram aplicadas 937 doses neste ano.

A UBS Central de Ribeirão Pires também raiou o dia com fila de pessoas buscando a vacina. Já foram administradas 416 doses neste ano no local. As aplicações acontecem todas as quintas-feiras, das 8h às 17h, sem agendamento, mas com distribuição de senhas às 8h e às 13h.

 

Viajantes internacionais devem tomar dose padrão

Brasileiros que pretendem viajar a um país que exige a vacinação contra a febre amarela só poderão tomar a dose padrão do imunizante, e não a fracionada, informou ontem a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Segundo nota divulgada no site do órgão, “não será emitido certificado internacional de vacinação ou profilaxia, em hipótese alguma, para quem apresentar comprovante de vacinação com etiqueta referente à dose fracionada”. O documento é obrigatório para a entrada nos países que pedem a vacina.

A imunização com doses fracionadas foi anunciada nesta semana pelo Ministério da Saúde e será adotada em municípios dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. O objetivo é aumentar a cobertura vacinal diante do avanço da doença em algumas regiões do País, como a Região Metropolitana de São Paulo, que confirmou as primeiras mortes pela doença na semana passada.

De acordo com a Anvisa, os viajantes internacionais fazem parte do grupo da população que deve receber a dose padrão. Integram este grupo ainda crianças de 9 meses a menores de 2 anos; pessoas com condições clínicas especiais (vivendo com HIV/Aids, ao fim do tratamento de quimioterapia e pacientes com doenças hematológicas, entre outras) e gestantes.

Para poder receber a dose padrão, os viajantes deverão apresentar o comprovante da viagem no posto de vacinação.

(do Estadão Conteúdo)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados