Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Jô vai ao CT, justifica saída e se despede do Corinthians: 'É um até breve'



05/01/2018 | 13:09


Destaque do Corinthians na campanha do título brasileiro em 2017, o atacante Jô se despediu do clube nesta sexta-feira. O jogador visitou o CT Joaquim Grava, conversou com os jogadores e concedeu entrevista coletiva para dar suas últimas declarações como atleta corintiano. Pelo menos momentaneamente, já que ele próprio tratou esta despedida como um "até breve".

"Minha história no Corinthians não começou agora, foi lá atrás, com várias pessoas, o presidente. Tenho de agradecer a todos. Se eu tiver de lembrar de todo mundo, é uma porrada de nomes. Agradeço a deus por ter me dado essa oportunidade em um momento tão difícil da carreira. Foi tudo um pouco rápido, talvez alguns imaginassem que seria mais longo. Mas o futebol é assim, dinâmico. Isso é um 'até breve'", garantiu.

Artilheiro do último Brasileirão com 18 gols, ao lado de Henrique Dourado, do Fluminense, Jô atraiu a atenção do Nagoya Grampus. O time japonês realizou uma proposta de 11 milhões de euros (aproximadamente R$ 43 milhões), considerada irrecusável pela diretoria corintiana. O próprio atacante, aliás, enalteceu que a oferta foi positiva para ambos os lados.

"O Japão é um país de primeiro mundo. Então, começo a pensar na família, no meu filho que nasceu agora, na segurança, educação. Acabou chegando uma proposta irrecusável, tanto para mim quanto para o Corinthians. Agradou as duas partes, não tive como recusar. Vou ficar triste por deixar o Corinthians, mas o futebol é assim", comentou.

O presidente corintiano, Roberto de Andrade, revelou que Jô chegou a recusar uma proposta que não seria tão benéfica ao clube. "No meio do ano, o Jô recebeu proposta para ser transferido a um clube europeu, com salário muito maior do que ele vai ter no novo clube dele. Para o clube, não era uma proposta tão vantajosa. Só comento isso para mostrar o caráter que o Jô tem. Não é todo mundo que pensa dessa forma."

Esta foi a segunda passagem de Jô pelo Corinthians, mas sem dúvida a mais positiva. Criado na base do clube, o jogador se tornou o mais jovem a estrear pelo time profissional alvinegro em 2003, ainda aos 16 anos. Lá, ficou até 2005, mas foi neste retorno que mostrou todo seu potencial para conduzir a equipe ao título nacional. Por isso, ele acredita que deixou as portas abertas no Parque São Jorge para um eventual retorno.

"Meu desejo sempre vai ser voltar para o clube. Sou corintiano mesmo, tenho certeza de que deixei as portas abertas. Então, uma volta é sempre tranquila. Aprendi muita coisa aqui no clube. Depois de ter me renovado como pessoa, coloquei em prática no clube que me deu a oportunidade. Aprendi muito como ser humano, como lidar com as pessoas, ser exemplo não só dentro, mas também fora de campo", afirmou.

O atacante deu até dicas a um possível reforço para assumir sua vaga. "Quem chegar tem de se comportar bem dentro e fora de campo. Muitas vezes, tecnicamente você pode não estar no seu melhor dia. Mas, pelos anos que tenho de experiência, você se dedicando e dando a vida, a torcida vai te abraçar e levar para onde quiser."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados