Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

O ano foi de pouco avanço, mas a fé se mantém viva

Divulgação/Agência Brasil  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Sete famílias, sete histórias e a esperança de um ano melhor


Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

01/01/2018 | 07:26


Sete famílias, sete histórias e a esperança de um ano melhor. A frase estampou a primeira página do Diário no primeiro dia de 2017. Hoje, um ano depois, é contado mais um capítulo do enredo que é a vida dessas pessoas. Elas ainda moram no Grande ABC, mas pouco avançaram nestes 365 dias que se passaram em busca dos sonhos que tinham. Entretanto, ainda mantêm a esperança de um futuro melhor, apesar das dificuldades.

Nos últimos dias de 2017, as equipes de reportagem foram a campo em busca dos personagens que emocionaram a região. Depararam-se, na maioria dos casos, com situações praticamente estagnadas, algumas delas até com elevação no grau de complicações.

Entretanto, comprovaram mudanças que, vistas de fora, parecem pouco, mas que para seus protagonistas são grandes avanços. Afastar de vez o risco de perder a casa onde moram, como ocorreu com os integrantes da família Oliveira, em Diadema, ou deixar de conviver com o esgoto na porta, que incomodava a dona de casa Alvarina de Fátima Eusébio de Almeida, de Rio Grande da Serra, que por sinal também se viu livre do fantasma do câncer de mama, é para ser comemorado. Assim como o emprego fixo da ex-catadora de materiais recicláveis Mileide Aguiar dos Santos.

Só causa tristeza saber que em alguns casos os contratempos se agravaram, como a renda menor para sustentar mais pessoas, como na pequena casa de Maria da Graça Valadares, em São Bernardo; “Cabe todo mundo, é igual coração de mãe”. Mas precisa ser com dignidade. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados