Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O Semasa organiza a sua história


Ademir Medici

07/12/2017 | 07:00


O Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André está completando 48 anos – foi criado em 13 de novembro de 1969. E para celebrar a data, organizou uma exposição que conta a história da autarquia desde as primeiras redes de água e esgoto até a construção da estação de tratamento do Guarará, que ainda existe, chegando à criação do Semasa.

Mais ainda: o Semasa está desenvolvendo um trabalho de sistematização e digitalização do seu acervo fotográfico. São mais de 25 mil fotos em papel, das quais 7.000 estão prontas. Um verdadeiro trabalho de construção da memória.

Para falar de tudo isso, o DGABC TV coloca hoje no ar a entrevista feita com Ajan Marques de Oliveira, superintendente do Semasa. Basta acessar o DOL(Diário On-Line): www.dgabc.com.br .

HISTÓRIA REVELADA

“Tem muita coisa importante neste acervo, que faz parte do desenvolvimento da cidade. Queremos resgatar tudo isso e oferecer para que as pessoas conheçam um pouco mais da nossa história. Os jovens conhecerão, os mais antigos relembrarão”, discorre Ajan.

O superintendente cita a estação pioneira do Guarará, a primeira do Grande ABC, anterior ao sistema Billings, uma das primeiras da Região Metropolitana de São Paulo. A cidade crescia, ganhava indústria, precisava de água. Havia o rio. Era captar e tratar essa água.

“Hoje a nossa dependência do sistema Sabesp representa 95% do nosso consumo. A gente tem a expectativa de tentar reduzir essa dependência, não só por mais autonomia, mas também pelo fator custo. Vamos ver se conseguimos”, acentua Ajan Marques.

E DÁ-LHE SURPRESAS

Entre as fotos identificadas aparece a Operação SOS do Semasa, com o trailer que ia para os bairros e atendia imediatamente o que fosse possível. O atendimento móvel do Semasa.

A construção da área operacional do Guarará, como forma de descentralizar o atendimento.

O reforço do anel adutor na Avenida Itamarati, para maior captação e distribuição de água.

O início de obras de saneamento e urbanização em favelas, começando pela Tamarutaca, hoje um bairro em área nobre da cidade.

A escolha de um símbolo para o Semasa, por meio de um concurso público que teve a animá-lo a Turma da Mônica, com a presença pessoal do seu criador, Mauricio de Souza, e a escolha do Tangarelo como símbolo – baseando-se no pássaro símbolo de Santo André, o tangará.

Entre tantas preciosidades descobertas, a equipe do Semasa encontrou fotos de um jovem ator numa das atividades da autarquia, Domingos Montanher, em início de carreira.

Tudo isto está no Memória na TV desta semana. Acompanhem.

HISTÓRIA

A primeira imagem que Ajan Marques tem do Semasa são os tubos de água pluvial que ficavam às margens do Córrego Carapetuba, na baixada da Rua Justino Paixão, por onde hoje passa a Avenida Ramiro Colleoni, do sistema trólebus. 

Recém-chegado de Piquete, sua terra natal, o menino Ajan, aos 10 anos de idade, escolheu esta paisagem para as brincadeiras de criança.

Veio com a família, já que o pai, funcionário público estadual, foi transferido para Santo André. “Estudei no Duque de Caxias, no Américo Brasiliense. Me considero andreense.”

Mensagem de Ajan Marques

Estou no Semasa pela segunda vez, com muito orgulho. E o Semasa faz parte da nossa cidade, da nossa vida. Participou de muitos eventos importantes. Ficamos satisfeitos de participar junto com a equipe que está providenciando a organização de todo esse acervo fotográfico. Temos a oportunidade de inspirar outros trabalhos do gênero, outras cidades, os DAEs. A própria Prefeitura deve ter muita coisa de memória. E o Semasa, como sempre, presente!

Diário há 30 anos

Domingo, 6 de dezembro de 1987 – ano 30, edição 6618

Entrevista – Geraldo Camargo Demetrio, eleito profissional emérito 1987 do Grande ABC pela Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Santo André, defende um projeto de planejamento participativo para a cidade. Da sua entrevista:

Pela implantação da Coordenadoria Municipal de Planejamento

Necessidade de ouvir a população e acompanhar com ela os projetos municipais

Ter em mente que a grande indústria está distante de Santo André.

Memória – Foto mostra aula de ginástica no antigo Grupo Escolar de São Bernardo.

Em 7 de dezembro de...

1917 – Transfere sua residência para São Paulo o industrial Antonio Pereira Ignacio, proprietário da fábrica de tecidos Lucinda, a Ipiranguinha. Ele morou por alguns meses em Santo André, até a consolidação da fábrica, que adquiriu este ano.

O Brasil na guerra. Do noticiário do Estadão:

A aviação no Exército.

A fiscalização das companhias de seguros.

Os donativos à Cruz Vermelha.

Manifestação patriótica em Taubaté.

Santos do Dia

Ambrósio

Eutiquiano

Fará

Maria Josefa

Martinho

Hoje

Dia Nacional do Cirurgião Plástico


Municípios Brasileiros

Celebram seus aniversários em 7 de dezembro:

Em São Paulo, Birigui e Mongaguá

Em Santa Catarina, Angelina, Barra Velha, Pinhalzinho e

São José do Cerrito

No Mato Grosso, Curvelândia

No Paraná, Ipiranga

Fonte: IBGE



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados