Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Mudanças necessárias


Do Diário do Grande ABC

06/12/2017 | 11:56


A evolução é necessária. Nem por isso, entretanto, é imediatamente aceita. Mudanças sempre vão encontrar resistência, mas quando se detecta a existência de um problema, é evidente que providências têm de ser tomadas o mais breve possível para que tal situação não seja agravada com o passar do tempo.

Assim é a questão da Previdência Social no Brasil. É cada vez mais nítido que o valor arrecadado em breve não será suficiente para honrar a aposentadoria de todos os trabalhadores. Fatores como o envelhecimento da população são preponderantes para elevar os valores a serem pagos e, por outro lado, reduzir o montante que entra nos cofres nacionais. É mera questão de tempo para que a conta não feche.

Relatório divulgado ontem pela organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico aponta que, se a questão previdenciária continuar da forma que está, em 2050 o Brasil irá comprometer 17% do PIB (Produto Interno Bruto) com aposentadorias, o maior percentual entre as principais economias do mundo. Hoje, está na casa dos 9,1%. Para se ter uma ideia de quanto este índice é elevado e preocupante, basta comparar com a Argentina, que gasta 7,8% e, no mesmo período, deverá chegar aos 10,4%.

Este é mais um indicador de o quanto é necessária a reforma da Previdência, que, ao que tudo indica, deverá ser votada pela Câmara dos Deputados na próxima semana, necessitando de 308 votos do total de 513 parlamentares para ser aprovada.

É claro que um assunto tão delicado e que mexe com a vida de tantas pessoas gera polêmicas. Mas é papel do governo federal, o maior interessado no tema, sanar todas as dúvidas da população, o que não vem sendo feito a contento. Principalmente porque as notícias que chegam de Brasília todos os dias mostram que aqueles que foram eleitos para representar o povo estão muito mais interessados em manter as inúmeras benesses que julgam ter direito do que na discussão séria do futuro do País. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados