Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

Aparecimento de escorpiões tem preocupado em S.Caetano

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Animais têm sido achados com frequência em residências dos bairros Santa Maria e Fundação


Vanessa de Oliveira

06/12/2017 | 07:00


A aparição frequente de escorpiões tem preocupado moradores dos bairros Santa Maria e Fundação, em São Caetano. O animal possui veneno que fica concentrado na cauda e, quando uma pessoa é picada, vai direto para a corrente sanguínea. Em quem tem resistência física menor, como crianças, a situação pode levar à morte. 

Há dois meses, a faxineira Telma Justino da Silva, 49 anos, moradora do bairro Santa Maria, encontrou um escorpião na cozinha. Na mesma ocasião, os vizinhos também passaram pela situação. “Na semana passada, apareceu na máquina de lavar e na sala de outros vizinhos”, conta ela, mostrando os escorpiões capturados. 

“Entramos em contato com o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) e com a Vigilância Sanitária. Disseram que iriam conversar com os moradores, mas até o momento ninguém veio”, fala a designer Ingrid Tordin, 26.

Na casa da gerente comercial Alessandra Paques da Silva, 46, no bairro Fundação, já apareceram dois escorpiões, o último há dois meses. “Achei que fossem casos isolados, mas com o aparecimento na casa da minha vizinha voltei a ficar preocupada”, diz.

A vizinha é a professora Lívia Maria Avena Ferreira, 30, que no dia 26 de novembro encontrou um escorpião entre os cobertores, quando ela arrumava a cama. “Por muito pouco não fui picada. Podia ter sido picada dormindo. Minha maior preocupação é com o meu priminho de 5 anos. Ele costuma ficar aqui em casa e andar descalço. E também pode, por curiosidade, colocar a mão e acabar sendo picado.” 

O CCZ da cidade informou que semanalmente, em parceria com o Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental), envia equipe nas áreas de maior concentração de escorpiões para fazer a busca ativa em redes de água e esgoto. “Fazemos também a orientação individualmente quando o munícipe nos procura, para que possa tomar medidas de proteção”, informa o departamento, em nota.

O órgão ressalta que é contraindicada a utilização de produtos químicos para controlar a infestação de escorpiões. “A desinsetização aumenta o risco de aparecimento dentro de quintais e mesmo das casas”, conclui a nota.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados