Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

Ser professor está em alta

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Profissionais das mais diferentes áreas procuram cursos de docência com o objetivo de assumir salas de aula


Ana Beatriz Moço

05/12/2017 | 07:00


Dar aulas tem sido opção para ganhar uma renda extra por profissionais das mais diferentes áreas, mas há um movimento que tem aumentado, o de pessoas que decidem trocar a vida em empresas pela sala de aula. Embora há quem seja realizado em sua escolha, muitas pessoas buscam a mudança após anos de formação. Mesmo que o curso possa ser uma fuga da rotina, tem também aqueles que procuram a realização de um sonho. Esse é o caso de Júnior José Barbosa, 35 anos e formado em Engenharia de Produção e Logística Empresarial.

Barbosa sempre atuou na área industrial e atualmente trabalha no setor comercial de uma empresa, mas o desejo de lecionar vinha desde a sua adolescência. “Por minhas formações serem da área de Exatas eu achava que faltava algum conhecimento da parte pedagógica para atuar como professor e passar conhecimento.”

Para ele, o que faltava era aprender a dar uma “boa aula”, pois em seus cursos sempre notou que alguns professores tinham muito conhecimento, mas não sabiam transferir aos alunos. “Ainda não leciono, mas em breve estarei frente às aulas. Ainda estou no segundo semestre da pós, mas posso dizer que todo conhecimento é válido, e só tem agregado em minha vida profissional.”

De acordo com o professor Lupércio Rizzo, coordenador do curso de pós-graduação em Docência no Ensino Superior do Senac de Santo André, as aulas contemplam aspectos teóricos e práticos para o exercício da docência. Em relação à média salarial de um professor universitário, Lupércio disse que a variação é alta, podendo partir de R$ 30 a hora/aula até cerca de R$ 200. “Preparamos profissionais para a Educação, independentemente da sua formação inicial, permitindo, com isso, que o egresso esteja apto a atuar em diversas frentes.”

O Instituto Cleber Leite, entidade de ensino dedicado a cursos de pós-graduação e MBA exclusivamente para área da Saúde, registrou aumento significativo na procura por pós em Docência em Saúde. Segundo Aurilúcia Leitão, coordenadora pedagógica da instituição, a primeira turma do curso foi formada em março com 30 alunos. Porém, no retorno às aulas do segundo semestre outras duas turmas iniciaram o curso, cada uma com 20. 

Ela avalia que, por causa da crise econômica, que fez o mercado de ensino, entre outros, recuar, a área da docência tem crescido e, segundo ela, é amplo o leque dos que buscam a especialização para desenvolver linguagem e método pedagógicos. 

“Todas as áreas para as quais oferecemos especialização carecem de docentes, e a demanda só aumentará à medida em que a economia reaquecer e os cursos de graduação voltarem a lotar as salas de aula”, disse Aurilúcia Leitão. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados