Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Ao lado do marido, Marina Ruy Barbosa lança livro e revela importância de Inspirações: - Tem outro pedacinho de mim

Reprodução Instagram  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


04/12/2017 | 09:10


Marina Ruy Barbosa finalmente lançou o seu primeiro livro, Inspirações! Em entrevista, a atriz contou muitos detalhes da obra, que reúne reflexões e poesias escritas por ela, além de um compilado de textos de outros escritores brasileiros. A artista revelou que uma das suas principais intenções ao fazer a obra era incentivar a leitura entre os jovens.

- Escrever um livro não foi uma coisa que estava nos meus planos. Não sou escritora, não tenho nem a pretensão de ser. Eu acho que me sinto cada vez mais responsável por aquilo que eu passo, por aquilo que eu divido. E com as redes sociais você tem uma responsabilidade grande. E aí eu vi os seguidores e as curtidas crescendo... Ainda tenho 22 anos, mas comecei a trabalhar muito cedo. E eu fico me perguntando o meu lugar no mundo, de uma forma geral. Como atriz, como cidadã, como mulher. E para a minha geração, para as meninas da minha idade que me acompanham, acabo virando uma referência. E fico pensando que não quero só também fazer novelas, filmes, campanhas publicitárias. Isso eu amo fazer, faz parte da minha vida e da minha carreira. Mas eu também quero ter outras funções, usar minha voz para outras coisas. E acho que por essa fase tão digital da minha geração, essa presença tão forte da internet, é bom usar essa minha voz para falar um pouco de leitura, que é tão importante.

Marina continua dizendo que o número de pessoas que a acompanha nas redes sociais a fez abrir os olhos para outras realidades.

- A gente vive num país que é muito desigual e graças a Deus tive a oportunidade de ter uma boa escola, uma boa educação e uma boa formação, e ter acesso a tantos poetas incríveis e a gostar de poesia desde cedo. Mas eu sei que não é a realidade da maioria. Então se eu puder de certa forma ser o canal de comunicação para isso também, acho que é válido. Se pelo menos 1% das pessoas que me seguem e curtem as minhas fotos tiverem acesso ao livro, comprarem o livro, e passarem a gostar de uma ou duas poesias e refletirem e, até como eu, escreverem sobre aquilo que elas estão lendo...

Ela também confessa que sentiu vontade de desistir enquanto escrevia - processo esse que durou dois anos.

- O livro começou assim: a gente começou a fazer uma seleção de poesias e me abasteceram de poetas que eu não conhecia, e a partir dessas poesias eu fui escrevendo coisas e reflexões. Não é um livro pretensioso, é uma coisa muito de coração mesmo. Fiz com carinho, de uma forma muito espontânea, para ser porta-voz disso. Durante esse processo, em alguns momentos pensei em desistir. Fiquei pensando Será que eu lanço esse livro mesmo? Como é que as pessoas irão interpretar? Será que vão achar que estou querendo ser escritora ou lançar uma biografia minha? Eu fiquei muito insegura em alguns momentos, mas acho que o bom é fazer um pouco de tudo. E já que a vida me dá essas oportunidades de experimentar novas coisas, novos caminhos, por que não? Se isso é uma coisa positiva, que vai agregar às pessoas da minha idade, se as pessoas vão conhecer novos poetas e talvez gostem mais de ler por minha causa, por que não?

A atriz ainda diz que está preparada para as críticas que virão.

- Eu acho que críticas, comentários e opiniões sempre irão existir. Mas se a gente for ligar para tudo que as pessoas irão dizer e achar, a gente fica parado no mesmo lugar e não faz nunca nada de diferente. E eu não quero pensar assim. Eu não quero ficar parada e não fazer nada, eu quero arriscar e sair da zona de conforto. Eu sou muito inquieta, principalmente em relação a trabalho. Estou sempre querendo me descobrir cada vez mais. Descobrir até onde posso chegar. Então eu também fico me testando.

Marina também se mostrou muito consciente sobre a mensagem que queria transmitir.

- Acho que cada um sabe de si. Quem escreve biografia supernovo, tudo bem também. Eu acho que sou muito nova e não tenho nada para contar de tão interessante. Quem sabe daqui alguns anos...

A ruiva ainda comenta a importância do livro para a sua imagem na mídia.

- Ninguém é uma coisa só. No Brasil, as pessoas têm essa mania de rotular muito. Lá fora acho que as pessoas são mais livres nesse sentido de pré-conceitos. O que eu quero passar é que não sou só aquela pessoa do Instagram. A pessoa que me segue lá conhece 10% da minha vida. Minha vida é muito mais do que aquilo. E mais até do que o livro. O livro tem outro pedacinho de mim, outra parte. Tem fotos na minha casa, sem maquiagem, fotos com os meus gatos. Tem coisas que eu escrevi em momentos meus. Então é um outro lado da Marina, não que o outro lado não existe. Mas tem mil outros lados.

Para terminar, a atriz falou sobre o incêndio que aconteceu no galpão de sua nova novela, Deus Salve o Rei.

- Todo mundo ficou muito triste com o incêndio, porque foi muito trabalho de muitas pessoas envolvidas. E não é pelo cenário em si, mas pelo sentimento que rodeia tudo. Mas o nosso elenco é muito unido, eu nunca fiz uma novela em que o elenco estivesse tão presente, tão animado. Estamos preparando várias surpresas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados