Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Como incrementar a receita de Mauá


Raphael Rocha

23/11/2017 | 07:00


Com a aprovação em definitivo do Orçamento para o ano que vem, o setor financeiro do governo do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), foi incumbido pelo chefe do Executivo a encontrar mecanismos de incremento de receita para o próximo ano. Qualquer ideia que possa aumentar a capacidade financeira da Prefeitura é bem-vinda, já que dentro do núcleo duro do Paço há consenso de que Atila herdou uma situação fiscal complicada. Um projeto em debate desde a gestão de Donisete Braga (PT), para criação de uma taxa do lixo, será discutido dentro do Paço. Outra medida analisada é a atualização da PGV (Planta Genérica de Valores), base de cálculo do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que há muitos anos está defasada.

BASTIDORES

Colgate
O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), se reuniu ontem com a diretoria da Colgate Palmolive na planta da empresa, que fica na Via Anchieta, e detalhou o projeto de benefícios tributários para companhias que abram postos de trabalho na cidade. O texto deve ser encaminhado até o mês que vem para a Câmara.“Desde o início da gestão buscamos aproximar o poder público do setor empresarial, se colocando como parceira de ações e planos, pois assim asseguramos o potencial do setor produtivo da cidade e também a manutenção dos empregos”, disse Morando.

Sem conseguir convencer o prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), a embarcar em seu projeto de ser candidato a deputado estadual no ano que vem, o vereador Betinho da Dragões (PR) iniciou conversa com o ex-secretário de Obras José Carlos Orosco Júnior (PMDB). Orosco garante que será postulante a deputado federal e tem costurado dobradas pelo Grande ABC. Betinho poderia ser o parceiro primordial em Mauá.

Visita
Ex-vice-prefeito e ex-vereador de São Bernardo, Élcio Cândido, o Macalé, esteve ontem na Câmara, para visitar o Legislativo. Cumprimentou os vereadores e foi saudado pelos políticos do local. Macalé foi vice na gestão de Geraldo Faria Rodrigues, prefeito de São Bernardo entre 1973 e 1976. Ele também concorreu à Prefeitura, em 1976, pelo Arena – apoiado por Geraldo –, mas perdeu para Tito Costa, que estava no MDB.

Cidadão são-bernardense
Depois de longo tempo, a Câmara de São Bernardo aprovou projetos de vereadores da oposição. O destaque ficou por conta da concessão de título de cidadão são-bernardense para Romeu Tuma Júnior, filho do ex-senador Romeu Tuma (morto em 2010), delegado e autor do livro Assassinato de Reputações. A honraria foi sugerida pelo oposicionista Julinho Fuzari (PPS).

Sondagens
Por falar no vereador oposicionista Julinho Fuzari (PPS), de São Bernardo, partidos sondam o parlamentar, que tem planos para ser candidato a deputado estadual. Uma legenda que monitora a atuação do popular-socialista é o PSB, que projeta a candidatura do vice-governador Márcio França ao Palácio dos Bandeirantes, o que, em tese, tende a impulsionar a chapa de postulantes à Assembleia Legislativa.

Na mira
Outro nome que o PSB estadual comenta é o do reitor da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Marcos Bassi. Porém, o educador garante que não tem intenções de sair candidato. Ele assegura que tem boa relação com o vice-governador Márcio França (PSB), mas ao buscar avanços de projetos da Aimes-SP (Associação de Instituições Municipais de Ensino Superior do Estado de São Paulo), da qual é presidente. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados