Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Nick Carter, do Backstreet Boys, é acusado de estupro

Reprodução/Instagram  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


22/11/2017 | 10:10


O ano de 2017 foi marcado por diversos assédios protagonizados por grandes nomes do entretenimento, que têm sido revelados pelas vítimas. E o mais recente acusado é Nick Carter, da banda Backstreet Boys. A cantora Melissa Schuman, ex-integrante do grupo Dream, usou seu blog para fazer um longo relato em que diz ter sido violentada em 2002, quando ela tinha apenas 18 anos de idade e Carter, 22 anos de idade.

Melissa alega que Nick a forçou a fazer sexo oral com ele antes de violentá-la dentro de seu apartamento em Santa Mônica. Os dois teriam conversado pela primeira por telefone quando ela estava gravando o clipe de This is Me Remix, do grupo Dream com o chefe, P Diddy. Anos mais tarde, se encontram quando estavam fazendo um filme para a TV e Carter a convidou para ir ao seu apartamento. Segundo relato da cantora, eles começaram a se beijar, mas ela se recusou a seguir em frente por causa de sua religiosidade, declarando que era virgem e pretendia ser até se casar.

Ele estava ciente que eu era virgem e seguia os valores religiosos cristãos conservadores. Eu falava sobre isso. Todo mundo sabia disso, incluindo meus representantes, escreveu. Mesmo após ter pedido para parar, Nick Carter a obrigou a se relacionar com ele e se sentindo acusada, Melissa não encontrou outra solução: Eu me senti assustada e encurralada. Ele estava visivelmente nervoso e impaciente comigo. Eu não conseguia ir embora. Meu pensamento foi que a única forma de eu conseguir sair dali seria terminar o que ele começou. Foi quando me vi ali, fazendo algo que me deixou com nojo. Me vi sendo abusada, forçada a um ato contra minha vontade.

Após a agressão sexual, Melissa contou que tentou denunciar o fato as autoridades, mas ao conversar com seu empresário, decidiu não seguir em frente por causa dos recursos financeiros. Em 2004, os dois voltaram a se encontrar, no filme de terror feito para a TV, Halloween Macabro. Em seguida, Melissa assinou com o agente de Carter para que o profissional ajudasse em sua carreira musical. Eles até fizeram um dueto, There For Me, que foi gravado separadamente. Depois, se encontraram pessoalmente para cantar ao vivo a música para uma marca, mas ela ficou sabendo que o agente não tinha mais interessa em trabalhar com ela, o que teria sido uma influência de Nick:

Eu poderia dizer pelo tom do agente que ele não estava mais interessado em trabalhar para mim e não pude deixar de me perguntar se Nick tinha alguma influência na decisão dele. Rapidamente perdi o interesse em seguir uma carreira como cantora, finalizou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados