Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

S.Bernardo promete reabrir em 60 dias estacionamento do Paço

Ricardo Cassin/PMSBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Espaço, com capacidade para 264 vagas, está fechado desde julho de 2015; obras serão gerenciadas pelo Consórcio Centro Seco


Matheus Angioleto

18/11/2017 | 07:00


Depois de mais de dois anos fechado – desde julho de 2015 –, o estacionamento do Paço Municipal de São Bernardo voltará a funcionar. A promessa é a de que o espaço, com capacidade para 264 vagas, seja reaberto no prazo de 60 dias, tendo em vista a autorização para a retomada das obras, assinada ontem pelo prefeito Orlando Morando (PSDB).

As intervenções no estacionamento integram conjunto de obras previsto no contrato firmado em 2013 – sob responsabilidade do Consórcio Centro Seco (formado pela OAS e Serveng Civilsan) – para solucionar o problema de enchentes no local, orçado em R$ 294 milhões, mas que já demandou montante de R$ 319 milhões, entre recursos municipais e do governo federal, via PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

A reabertura do espaço significa fim de transtorno para funcionários públicos, que são obrigados a estacionar seus veículos na Sedesc (Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania), localizada a 500 metros de distância do Paço. Além disso, com o fim das obras, pedestres que se deslocam até a Prefeitura para atendimentos diversos terão mais facilidade para circular pela área.

“Gera desconforto para o cidadão que precisa vir à Prefeitura e para o funcionário público, que hoje não tem onde parar o carro. Hoje o cidadão não se sente parte da Prefeitura. Com a finalização dessa obra, devolvemos um pouco de dignidade às pessoas”, afirma Morando. Ainda conforme o prefeito, as vagas de estacionamento serão devolvidas à população devidamente sinalizadas, após recomposição asfáltica e com portaria e iluminação novas. 

A retomada das intervenções foi feita após autorização do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), contratado em maio pela administração – no valor de R$ 3,7 milhões – para realizar auditoria de todas as obras da cidade, herdadas do governo Luiz Marinho (PT). A expectativa é a de que o laudo do instituto, que tem o objetivo de definir novo prazo de entrega para as melhorias, que prometem findar com as enchentes na área central da cidade, seja entregue até dezembro.

Conforme Morando, de posse deste documento será possível retomar conjunto de obras, o qual prevê, além de piscinão, capaz de armazenar até 220 milhões de litros, galerias construídas sob a Rua Jurubatuba e a Avenida Aldino Pinotti. Tudo por meio do financiamento da CAP (Corporação Andina de Fomento), no valor de US$ 125 milhões. 

Em nota, a Prefeitura afirmou que para funcionários a permanência no estacionamento será gratuita. Não foi informado, entretanto, o valor que será cobrado para os munícipes. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados