Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Filippi tenta ser candidato regional


Raphael Rocha
do Diário do Grande ABC

04/11/2017 | 07:00


Ex-prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior (PT) foi conversar com o presidente estadual do partido e pré-candidato do petismo ao governo do Estado, Luiz Marinho. O tema foi sua candidatura a deputado federal. Filippi externou algumas preocupações que tem com relação ao seu projeto eleitoral, entre elas ter seu nome citado na Operação Lava Jato (foi tesoureiro das campanhas de Dilma Rousseff e Lula) e estar muito tempo sem disputar um cargo eletivo em Diadema. Marinho prometeu ajudar. Tanto que chamou deputados estaduais da região que buscarão a reeleição e pediu que todos tenham espaço para uma dobrada com Filippi, uma vez que o ex-prefeito ainda não conseguiu demover a ideia do vereador Ronaldo Lacerda (PT) à Câmara Federal.

Lula em Diadema

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou agenda para Diadema, no dia 18, em frente à subsede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, no bairro Piraporinha. O petista participará de evento que celebrará os 35 anos da primeira vitória de um candidato do partido em uma prefeitura. Em 1982, o ferramenteiro Gilson Menezes se elegeu prefeito de Diadema, dois anos depois da fundação do petismo. Gilson saiu da legenda – chegou a derrotar o PT em 1996, pelo PSB – e hoje mora no Interior de São Paulo.

Marcel candidato

Enquanto o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), segue sem definir se o governo patrocinará uma candidatura a deputado estadual no ano que vem, o vereador Marcel Munhoz (PPS), mais votado em 2016, reivindica ser esse representante do Paço à Assembleia Legislativa, em dobrada com o deputado federal Alex Manente (PPS). Marcel diz que assumiu cargo na direção estadual do PPS.

Resposta de Colombo

Criticado em tribuna pelo vereador Professor Minhoca (PSDB), Márcio Colombo, funcionário comissionado no governo de Paulo Serra (PSDB), rebateu o tucano, que o acusou de viajar para Brasília em horário de expediente. “Estava usufruindo folga devidamente tramitada e justificada. Todas as despesas da viagem foram pagas por mim, e por doações arrecadadas pelo MBL”, disse. “O Legislativo tem assuntos importantes para tratar, como a redução de comissionados imposta pelo Ministério Público e Tribunal de Contas, além de inúmeros problemas que os munícipes enfrentam. Espero que a tribuna seja utilizada para esses fins.”

Voto em andreenses

O vereador Professor Minhoca (PSDB) chamou os pré-candidatos a deputado por Santo André, dos mais variados partidos, para um almoço na segunda-feira, em tradicional restaurante no bairro Jardim. Segundo o tucano, a ideia é levar adiante campanha para pedir que o cidadão vote em um candidato da cidade. “Estamos cansados de ver candidato de fora que vem para Santo André, pega os votos daqui e encaminha pequenas emendas para a cidade.”

Recados dados

Em entrevista à rádio Jovem Pan, no feriado de Finados, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), mandou alguns recados, em especial ao secretário de Habitação do Estado, Rodrigo Garcia (DEM), que na terça-feira subiu no caminhão do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), que desde o começo de setembro mantém acampamento em terreno privado no bairro Assunção. Morando não escondeu que viu a atitude de Garcia com “estranheza”. O tucano também disse que a disputa pela presidência nacional do PSDB está em dois nomes: o senador Tasso Jereissati, do Ceará, e o governador paulista, Geraldo Alckmin. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados