Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Agressão e racismo na Câmara de Ribeirão


Raphael Rocha
do Diário do Grande ABC

31/10/2017 | 07:00


Episódio lamentável foi registrado na noite de sexta-feira na Câmara de Ribeirão Pires. A Casa sediava debate sobre o Escola Sem Partido, projeto que tem como objetivo impedir os ensinos religioso e político nos colégios. Uma das participantes era a ex-vereadora Elza da Silva Carlos, a Professora Elzinha (PCdoB), hoje secretária de Participação, Acessibilidade e Inclusão Social de Ribeirão Pires. Um grupo chamado Direita São Paulo, defensor do Escola Sem Partido, também estava presente. Elzinha manifestou sua opinião contrária à medida e foi rebatida pelos integrantes do bloco mais conservador. A ex-vereadora criticou o possível presidenciável Jair Bolsonaro, prestes a ingressar no Patriotas. Foi quando o clima ficou tenso. Os integrantes do Direita São Paulo acusaram Elzinha e assessores dela de agressão – houve registro de BO (Boletim de Ocorrência). Já Elzinha, por sua vez, disse que foi chamada de “preta fedida”. Ela também registrou BO por racismo.

Tucanato regional

No domingo, em São Bernardo, além da direção municipal do PSDB, o tucanato também escolheu os representantes da região para o diretório estadual e também para delegados nacionais. O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, foi alçado a delegado nacional, com voz na escolha do novo presidente nacional do partido – Rosi de Marco, de Ribeirão, e Daniel Córdoba, de São Caetano, serão suplentes. Já para o diretório estadual foram indicados Ricardo Torres (Santo André) e Flávio Rodrigues (São Bernardo) como titulares. Tita Moreira, de Mauá, será suplente. Vale lembrar que os prefeitos de Santo André, Paulo Serra, e de São Caetano, José Auricchio Júnior, foram escolhidos para o secretariado de prefeitos no diretório estadual.

Confusão na Rede

Confusão marcou a convenção da Rede Sustentabilidade em Mauá. Uma ala contrária à atuação do ex-vereador Rogério Santana (hoje ouvidor municipal) se articulou para mudar o comando do partido na cidade. Vislumbrando uma iminente derrota, Rogério cogitou uma composição, mas viu que essa ideia não vingaria e decidiu cancelar o evento sob alegação de falta de consenso interno.

Notificação

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) encaminhou nota dizendo que ainda não foi oficialmente notificada pela Prefeitura de Santo André, que na sexta-feira informou ao Diário que solicitou a paralisação temporária das negociações sobre o futuro do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André). A Sabesp aguardava um desfecho até o dia 30 de novembro.

Casado e na balada

A atuação do vice-líder do governo Paulo Serra (PSDB) na Câmara de Santo André, Fábio Lopes (PPS), tem causado conflitos na administração. Nas últimas sessões, o popular-socialista desferiu ataques a vários integrantes do primeiro escalão. Ontem reuniões foram feitas no Paço, uma delas com a presença do deputado federal Alex Manente (PPS) – padrinho político de Fábio Lopes –, para tratar do vereador. No encontro da base, no qual o parlamentar não apareceu, comentários foram feitos contra o popular-socialista. “Não é possível ser casado e sair na balada todo dia”, foi uma das frases proferidas durante a reunião.

Craisa

Superintendente da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André), Reinaldo Messias (PPS) passou mal no fim de semana – teve princípio de infarto – e foi internado em hospital em São Bernardo. Segundo familiares e pessoas próximas, Messias passou por exames e está bem, no quarto.

Mais reuniões

Vereadores de Diadema voltaram a se reunir ontem para tratar sobre o corte no número de assessores, depois de o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) determinar a demissão de 123 funcionários em comissão da Casa. Os debates vão prosseguir amanhã, antes da sessão, convocada para quarta por causa do feriado de finados. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados