Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Currículo


Thais Carrino
Especialista em recrutamento da Robert Half

31/10/2017 | 07:16


1 – Qual é o segredo de um bom currículo?

Um bom currículo possui, no máximo, duas páginas e é redigido de maneira clara e objetiva, com dados pessoais, formação acadêmica, experiência profissional – incluindo as principais realizações – e cursos extracurriculares. Customizar o documento para cada processo seletivo, de acordo com as informações do anúncio da vaga, é outra recomendação importante. Ressalte, preferencialmente com palavras-chaves, as habilidades técnicas e comportamentais que você tem e que são necessárias para a vaga em questão. Não se esqueça de incluir uma categoria com itens como treinamentos, certificações e publicações. Isso mostra comprometimento com a construção da sua carreira. Mentir sobre experiências está fora de cogitação. Por fim, nunca se esqueça de revisar o documento. Em geral, erros gramaticais, de informação ou digitação causam má impressão no recrutador.


2 – O que não incluir no currículo?

Foto e números de documentos de identificação só devem estar no currículo quando o anúncio da vaga solicitar. Na formação acadêmica, citar a escola onde cursou o Ensino Médio só é relevante se você está no começo da carreira e ainda não tem experiência para contar. Se já está no mercado há algum tempo, mencione da faculdade em diante. Explicações muito detalhadas também devem ser evitadas, como, por exemplo, colocar no currículo as razões pelas quais você deixou outras empresas. Esse é o tipo de informação que pode ser deixada para o momento da entrevista. E se você ainda usa aquele endereço eletrônico divertido e informal que criou na adolescência, está na hora de criar um e-mail novo que transmita mais profissionalismo.


3 – Experiências curtas podem prejudicar meu currículo?

Em geral, as empresas ficam receosas diante de um candidato que apresenta curtos períodos de permanência nas empresas por onde passou. Se este é o seu caso, procure destacar no currículo os principais resultados alcançados em cada oportunidade e prepare seu discurso, porque certamente você será questionado no momento da entrevista. Caso tenha sido contratado apenas para projetos específicos, sinalize essa informação no currículo. Não minta quanto às informações prestadas. Hoje, mais do que nunca, os recrutadores estão focados na checagem de informações.


4 – Como destacar minhas experiências e habilidades?

Quanto às experiências, a melhor forma de atrair a atenção dos recrutadores é destacar os resultados alcançados, se possível, com percentuais e números. Esses dados podem ser de superação de metas ou de economia de tempo e/ou recursos financeiros, por exemplo. Com relação às habilidades, procure relacionar a relevância de suas características técnicas e comportamentais às realizações dentro da companhia.


5 – Quero mudar de área, como montar novo currículo?

Quando se deseja a transição de área na carreira, o currículo deve ser adaptado a esse novo momento. Inclua, no início do currículo, de maneira breve, as razões que justificam a mudança. Dê ênfase às experiências e habilidades que você tem na área para a qual planeja migrar, mesmo que elas sejam pontuais. Participações em cursos, eventos e workshops da nova área também devem estar evidenciadas. Destaque ainda as conquistas nas oportunidades passadas que possam agregar valor a você, como profissional, em sua nova carreira. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados