Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O olhar inovador


Cíntia Bortotto

30/10/2017 | 07:57


Volto a abordar nesta coluna um tema muito importante: a inovação. Nesta semana, o Grande ABC foi palco de um importante evento, a Semana da Ciência, Tecnologia e Inovação, realizada na Sabina Escola Parque do Conhecimento, em Santo André. O grande propósito do encontro foi promover os intercâmbios científico, tecnológico e inovador entre diversas instituições de pesquisa. Foi a oportunidade para profissionais, estudantes, professores, empresários e especialistas da cidade e região participarem de uma programação repleta de palestras e workshops.

Do ponto de vista do mundo do trabalho, qual é o papel de eventos como este? Inovação é sinônimo de vantagem competitiva, e o objetivo é tornar nossa região um espaço interessante para que empresas e pessoas inovadoras possam investir e gerar riqueza, empregos, desenvolvimento. Para tal, é necessária a criação de um ambiente inovador, com oportunidades e uma cultura.

A inovação não está presente apenas em estruturas externas e tecnologias. Há uma importante inovação que precisa ser constantemente realizada, que é baseada nos conceitos, valores, princípios, normas internas e missão da empresa: a renovação da cultura organizacional.

Da mesma forma que os nossos equipamentos acabam envelhecendo e enferrujando com o uso contínuo e sem a manutenção adequada, a cultura das empresas também precisa passar por mudanças, para que não se torne obsoleta e acabe ‘enferrujando’ a organização como um todo.

E o mesmo vale para o poder público. A ideia de se aliar à iniciativa privada e aos governos numa postura inovadora é revolucionária e, quando bem implementada, gera importantes avanços, como podemos ver em algumas cidades fora do País.

Pesquisa recente realizada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Aplicada) revelou que as empresas preocupadas em inovar em sua cultura organizacional são aquelas que acabam se destacando e crescendo exponencialmente. Segundo dados apurados com mais de 72 mil empresas com quadro de funcionários acima de dez pessoas, apesar do fato de as companhias preocupadas com a cultura da inovação representarem ainda um percentual pequeno do mercado – apenas 1,7% –, elas são responsáveis por 25,9% do faturamento da indústria no País e por 13,2% da geração de emprego.

E a criação do ambiente inovador passa essencialmente por pessoas. Aprender e inovar certamente instiga e desafia, e é por isso que as pessoas trabalham. As pessoas não trabalham por seu cargo, mas pela chance de aprender e crescer, de colaborar com o que elas têm ali.

Olhar, portanto, para as pessoas, é o primeiro passo para criação de um ambiente de inovação. Afinal, uma companhia ou uma cidade inovadora são feitas de pessoas inovadoras.

Siga confiante e boa sorte!



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados