Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Medina é tricampeão da etapa da França e volta a brigar pelo título

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


14/10/2017 | 14:19


Gabriel Medina renasceu na temporada 2017 do Circuito Mundial de Surfe. Aproveitando toda a intimidade que tem com as ondas de Hossegor, o surfista brasileiro faturou a etapa da França neste sábado ao vencer na final o havaiano Sebastian Zietz. Com seu primeiro título em etapa neste ano, o campeão mundial de 2014 entrou na briga pelo troféu da temporada.

Medina venceu a etapa francesa pela terceira vez na carreira. Foi ainda vice-campeão em 2013 e no ano passado nas ondas que conhece como poucos. O triunfo deste sábado levou o brasileiro para a terceira colocação do campeonato, com 40.750 pontos, atrás apenas do havaiano John John Florence, novo líder da temporada, que tem 49.900, e do sul-africano Jordy Smith, com 47.600 pontos.

A reação do brasileiro vem em boa hora no campeonato. Faltam apenas duas etapas para o fim da temporada: em Peniche, em Portugal, e Pipeline, no Havaí. A disputa portuguesa já tem início marcado para o dia 20 deste mês. E as ondas de Pipeline só serão surfadas em dezembro.

A disputa neste sábado teve início com a repescagem, que tinha a presença de Caio Ibelli, superado pelo norte-americano Kolohe Andino por 14,94 a 11,96. Com a queda de Ibelli, o Brasil ficou com apenas dois representantes na etapa: Medina e Miguel Pupo, ambos nas quartas de final.

Pupo, que havia eliminado os compatriotas Filipe Toledo e Adriano de Souza, o Mineirinho, caiu neste sábado diante do havaiano Sebastian Zietz por 15,93 a 14,10. Pela mesma fase, John John despachou o experiente Mick Fanning por 19,67 a 10,67.

Medina, por sua vez, arrasou o australiano Joel Parkinson pelo contundente placar de 15,20 a 1,20. Na semifinal, o brasileiro teve um desafio bem mais complicado pela frente. Duelou contra John John, o atual campeão mundial. E, com uma ligeira vantagem, levou a melhor, por 16,40 a 16,00. Na outra semi, Zietz superou Andino por 16,26 a 14,00.

Na final da etapa, Medina manteve o embalo e exibiu maior facilidade para desbancar Zietz por 16,00 a 9,30.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados