Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

É necessário crescer para desenvolver


Alexandre Borbely*

30/09/2017 | 07:14


Os temas crescimento e desenvolvimento econômico são de grande relevância, principalmente no que tange ao planejamento macroeconômico. Quando tratamos de desenvolvimento econômico, este planejamento envolve aspectos de longo prazo. No entanto, vale distinguir os termos crescimento e desenvolvimento econômico, pois muitos confundem os dois. São conceitos diferentes e que merecem destaque. Crescimento econômico refere-se ao crescimento quantitativo do produto agregado. Ou seja, é indicador de quanto variou, em termos quantitativos, por exemplo, o PIB (Produto Interno Bruto) em determinado período de tempo. Ou, ainda, qual o crescimento do nível de emprego em um dado mês.

Já desenvolvimento econômico está atrelado às mudanças qualitativas nas condições de vida da sociedade, na qualidade e eficiência das instituições e também das estruturas produtivas do País. Busca ainda, como principal elemento, a melhoria no nível de bem-estar da sociedade. Produzir mais utilizando de forma mais eficiente fatores produtivos da economia – com menos desperdício, de maneira sustentável e, principalmente, com aumento do nível de renda da população, de tal forma que famílias possam atender às suas necessidades no sentido de melhorar a qualidade de vida – torna o desenvolvimento econômico algo de extrema importância para a condução das políticas públicas. Desenvolvimento econômico implica em mudanças nos quadros político, institucional, econômico e social. Ou seja, exige mudanças de cunho estrutural. Mas, acima de tudo, tais mudanças devem ter como principal objetivo a melhoria do nível de bem-estar da sociedade e, principalmente, a redução da pobreza.

As crises econômicas agravam os problemas de miséria, pobreza e questões sociais. O empobrecimento da população desestrutura o sistema social. Assistimos neste momento, como ocorre no Rio de Janeiro, ao aumento dos indicadores de criminalidade, tráfico de drogas e de forma geral da insegurança. Outro aspecto muito comum em períodos de crise econômica, principalmente em países emergentes e em desenvolvimento, refere-se ao aumento do nível de desnutrição, da evasão escolar e da falta de perspectiva da maioria da população.

Desenvolvimento econômico depende do crescimento econômico. Este último deve gerar condições para o aumento do nível real de renda per capta. Pois só assim é possível à população mais carente conseguir melhorar o padrão de vida, gerando, portanto, melhoria no nível de bem-estar da sociedade. Desta forma, crescimento da economia é o fio condutor para redução do nível de pobreza.

Ao longo da história estudos econômicos demonstraram que, em períodos de queda da atividade econômica, assalariados e pequenos empresários são os mais afetados. Sendo, portanto, o baixo crescimento econômico o principal motivo para a queda do nível de renda per capta no curto prazo. Mas a história também demonstrou que a base para o desenvolvimento econômico está diretamente relacionada à estabilidade econômica, ao crescimento econômico e à eficiência de suas instituições. A esperança que nos resta é para que o Brasil crie projeto em que a base do desenvolvimento econômico seja construída. Para isso, o crescimento econômico é urgente. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados