Fechar
Publicidade

Setecidades

Publicado em domingo, 17 de setembro de 2017 às 12:41 Histórico

Homem morre ao ter casa explodida após impermeabilização de sofá

Divulgação/PM Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Uma explosão seguida de incêndio em uma casa no Jardim Jamaica, em Santo André, deixou uma vítima fatal e feriu outras duas pessoas após um serviço de impermeabilização de sofá ter dado errado na noite deste sábado.

Por volta das 19h30, o corretor de imóveis Claudio da Silva, 33 anos, fazia a impermeabilização no sofá da casa na Rua Okinawa quando ocorreu uma explosão que acabou provocando um incêndio, no qual rapidamente se propagou para o andar superior.

O proprietário da residência, Marcio Luciano Alves Medeiros, de 66 anos, sofreu intoxicação por gás carbônico e queimaduras. Ele chegou a ser socorrido em estado grave para o CHM (Centro Hospitalar do Município) de Santo André, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Sua esposa, Leonice Savani Medeiros, 66, que teve escoriações leves nos dois joelhos, foi encaminhada para o Hospital Santa Helena e liberada após ser medicada.

Silva, que foi contratado pelo casal para realizar o serviço de impermeabilização, sofreu queimaduras nos dois braços, escoriações na testa e no queixo e intoxicação por gás carbônico. Ele foi levado para o CHM e aguarda remoção para um hospital especialização em queimaduras.

A perícia foi chamada no local para avaliar os motivos do acidente. Além da casa, o carro do casal - um Toyota Corolla - também ficou parcialmente incinerado. O caso foi registrado no 1º DP (Centro) da cidade.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC