Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Real Madrid faz 3 a 1 no Barcelona e fica perto do título da Supercopa da Espanha



13/08/2017 | 19:17


Enquanto Neymar estreava pelo Paris Saint-Germain no modesto estádio Roudourou, em Guingamp, na França, com capacidade para 18 mil espectadores, Barcelona e Real Madrid abriam a temporada de futebol na Espanha na primeira partida do Supercopa da Espanha, que reúne os campeões do Campeonato Espanhol e da Copa do Rei. E mais uma vez, Cristiano Ronaldo e Messi foram protagonistas em um Camp Nou lotado, em Barcelona, que acabou com vitória madridista por 3 a 1.

Sem o astro da seleção brasileira, coube ao espanhol Deulofeu formar o tridente ofensivo do Barcelona ao lado de Lionel Messi e Luis Suárez. O jovem teve a sua cláusula de recompra acionada junto ao Everton, da Inglaterra, depois de ter passado uma temporada emprestado ao Milan. Além dele, outra novidade no Barcelona foi a estreia oficial do treinador Ernesto Valverde, que assumiu a vaga de Luis Enrique.

Já pelo lado do Real Madrid, o técnico francês Zinedine Zidane optou por reforçar o meio de campo e começar a partida com Cristiano Ronaldo no banco de reservas, assim como aconteceu na conquista da Supercopa da Europa, na última semana. O português está sendo poupado após ter tido as suas férias estendidas depois da Copa das Confederações.

Mas quando as equipes entraram em campo, as escalações ficaram em segundo plano. O que mais chamou a atenção foi a confusão criada pela semelhança da cor do uniforme das duas equipes. Enquanto o Barcelona estava usando um azul mais escuro, o Real Madrid optou por usar a sua terceira camisa, na cor azul claro.

Com a bola rolando, as duas equipes não conseguiram apresentar o bom futebol que sempre as coloca na briga pelo título da Liga dos Campeões da Europa. A única vez que a torcida levantou no primeiro tempo foi para pedir a expulsão do volante Casemiro, após um carrinho por trás em Messi. Depois de muito empurra-empurra dos dois lados, o brasileiro acabou levando apenas o cartão amarelo.

Na volta para o segundo tempo, o Real Madrid acabou abrindo o placar com um gol contra. Em rápida jogada pelo lado esquerdo, Marcelo recebeu passe de Isco e cruzou forte na direção da área. Piqué acabou dando um carrinho para tentar cortar e acabou jogando para o fundo do próprio gol.

Se a falta de ritmo atrapalhou no começo, na segunda etapa acabou resultando em muitos espaços e oportunidades. Foram pelo menos cinco de cada lado até o árbitro marcar um pênalti inexistente de Navas em Luis Suárez. Messi cobrou com categoria e marcou pela 24.ª vez no clássico.

A resposta do Real Madrid veio com Cristiano Ronaldo na sequência. O craque português foi lançado em velocidade, limpou Piqué e bateu no ângulo. Na comemoração, ele acabou tirando a camisa e recebeu o cartão amarelo. Minutos depois, o árbitro entendeu que o atacante do Real Madrid simulou um pênalti e acabou dando outro amarelo e, por consequência, o vermelho. Irritado, o jogador acabou empurrando o árbitro De Burgos Bengoetxea. Mesmo com um a menos, a equipe visitante ainda marcou o seu terceiro gol, com Asensio, e deu números finais ao jogo.

As duas equipes voltam a se enfrentar nesta quarta-feira no estádio Santiago Bernabéu, na capital espanhola. O Barcelona é o maior campeão da Supercopa da Espanha com 12 títulos, contra nove do Real Madrid, que pode perder por 2 a 0 ou um gol de diferença para ser campeão.


Leia mais



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.