Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Tenham filhos...


Do Diário do Grande ABC

13/08/2017 | 09:09


Artigo

Tenham filhos e não fiquem em um só. Queiram vários, quantos puderem... Deixem a casa cheia, tragam essência à vida... Não se prendam aos bens materiais para escolher o número da prole. Os tempos eram outros, mas quantos tiveram nossos avós e bisavós? Talvez não precisemos chegar àquela quantia, mas podemos nos amparar nessa referência para refletir sobre o porquê de os lugares na mesa de jantar estarem cada vez mais vazios... Hoje, com dois pequenos em casa, se eu pudesse recomendar aos indecisos acerca da paternidade, eu diria: tenham filhos! Sejam biológicos ou adotivos. Eles trazem sentido à nossa existência, nos tiram os olhos do umbigo, nos livram do egoísmo, do excesso de orgulho e ainda são como máquinas purificadoras: limpam toda e qualquer impureza que absorvemos num dia desgastante de trabalho, na relação humana, na vida em sociedade...

Eles não vêm com manuais de instrução, são diferentes uns dos outros, mas normalmente trazem na programação de fábrica algo em comum: a capacidade de cura do espírito. Nos soltam o riso, as amarras da tensão corporal e emocional, abrem as portas do nosso coração, nos fazem compreender e valorizar momentos simples, abusam da inocência para nos despertar a necessidade de proteção, nos permitem olhar para nós mesmos incansavelmente e, nesta autoavaliação, queremos e buscamos ser melhores, a todo tempo... Eles permitem vivências únicas, jamais encontradas em qualquer outra relação que você tenha tido. Experimente deixá-los tocar a pele de seu rosto. Conduzem mágica nas mãos, bem como olhares que falam por 1.000 palavras. E a dependência de nós, sobretudo nos primeiros anos de vida, nos torna úteis, comprometidos, motivados... E ainda que a rotina seja bem mais atarefada que de alguém sem filhos, pela manhã, tudo se renova. Não hesite, porém tenha certeza de que dá trabalho. Muito! Mas não conheço nada melhor nesta vida.

Talvez sua carteira não fique cheia e o orçamento doméstico ganhe novas prioridades, mas certamente seu dinheiro será direcionado para o consumo racional. O valor gasto no mercado é bem-vindo, ainda mais quando substitui àquele da farmácia. E, diante de tanta incompreensão, aprendemos a compreendê-los, suas fases, necessidades, limites... Vemos o quanto de nós há neles e que o exemplo arrasta... Eles nos motivam a valorizar a vida, nos arrancam responsabilidades, dominam nosso tempo e a cada dia são esperança para lutarmos por mundo melhor, ainda que mudanças aconteçam somente dentro de casa. Cada um sabe do que precisa. Sonhe, planeje, queira bens materiais, mas se eu pudesse confessar sobre o meu segredo da felicidade: tenham filhos!

Leandro Nigre, jornalista, é especialista em Mídias Digitais, editor-chefe do jornal O Imparcial e idealizador do projeto Papai Educa.

Palavra do leitor

Dia dos Pais – 1
Os filhos são obras preciosas que Deus confia às mãos dos pais, solicitando-lhes cooperação amorosa e eficiente. Criá-los e aperfeiçoá-los não são tarefas fáceis. Há que se ter o dom divino do equilíbrio. Aos pais que têm os seus ‘filhotes’ sob suas asas, toda força e coragem para ampará-los e fazer deles pessoas de bem. Aos pais que ainda têm o pai a seu lado, toda saúde e serenidade para desfrutar cada segundo da sua existência, aproveitando todos os ensinamentos que eles nos oferecem. E, aos pais que não têm mais o ‘velhinho’ para compartilhar os momentos de alegria e tristeza, uma lembrança em forma de oração com gratidão, amor e muita saudade. Feliz Dia dos Pais!
Eunice Gallo
São Caetano

Dia dos Pais – 2
Pai, eu já o admirava por tudo que representa em minha vida. Pelo carinho e atenção com que sempre nos ensinou, a mim e a meus irmãos. Pela postura sempre correta, honestidade. Pelo amor que nos transmitiu, enfim, por tudo. E, agora, pela força de vontade de viver ao superar uma das doenças mais terríveis. Você está novo de novo e, eu, te amando ainda mais. Feliz Dia dos Pais, meu velhinho querido.
Ivete Lacerda
Santo André

Dia dos Pais – 3
Seu Alduíno (esse era o nome do meu pai), apesar de nunca ter frequentado escola, sempre incentivou-me a estudar. Quando da cerimônia de minha formatura na faculdade, pude observá-lo no meio da plateia, todo inquieto, comentando algo com todos à sua volta. Ao fim da cerimônia, perguntei a ele o porquê daquele comportamento e recebi a seguinte resposta: ‘Eu estava apontando para você e avisando a todos que meu filho agora era doutor’. O orgulho e a satisfação com que ele disse aquelas palavras aumentaram em muito meu respeito e admiração por ele. Percebi naquele momento que o ‘doutor’ na realidade era ele, que nos ensinou que o respeito ao próximo era a melhor forma de atitude, que podemos ser o que quisermos, independentemente de nosso poder aquisitivo e, principalmente, que jamais devemos desistir de um sonho. Se você estiver me ouvindo, papai, aqui vai um recado: ‘Valeu! Você foi demais!’
Vanderlei A. Retondo
Santo André

Piorou
Solicito providências ao nosso prefeito Paulo Serra e seus secretários quanto ao transporte público, que, nesta gestão, piorou, principalmente na Vila Luzita e bairros Marajoara e Cidade São Jorge, com poucos ônibus, especialmente nas horas de pico. Como exemplo, no terminal de ônibus na estação, das 18h às 19h30 é um horror, com filas e mais filas. Dia 8, por exemplo, fiquei uma hora esperando o coletivo. Senhor prefeito, pedimos providências. Por favor!
Maurício Goduto
Santo André

Alteração
O trajeto da Linha I 06, sentido Jardim Bom Pastor, em Santo André, foi alterado na Rua XV de Novembro. Trata-se de linha deficiente, com longos intervalos e, agora, tendo que passar defronte à estação ferroviária ao antigo Cine Tangará até a loja Armarinhos Fernando. São cinco semáforos, tornando a viagem mais longa e demorada. É melhor voltar ao trajeto anterior, para comodidade dos usuários.
Edson Santos
Santo André

Que se virem!
Estou pasma com as reações corporativistas dos deputados federais, que não querem aumentos de impostos. Não porque os brasileiros já não aguentam mais ser espoliados, mas sim porque serão prejudicados nas eleições de 2018. Mas têm a cara de pau de aprovar o fundo público para financiar campanhas, de R$ 3,6 bilhões! Afinal, ninguém é obrigado a ser político. Então que se virem sem assaltar ainda mais o bolso dos brasileiros!
Tânia Tavares
Capital 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados