Fechar
Publicidade

Memória

Publicado em terça-feira, 18 de julho de 2017 às 07:00 Histórico

O carrão do Lauro. E uma lei que tudo mudou...

A industrialização desenfreada, que vantagens ela trouxe para o Grande ABC? Na prática, vieram as multinacionais e as empresas satélites, cresceu a arrecadação municipal, embutiram-se os rios com a abertura de grandes avenidas e, de quebra, multiplicaram-se os problemas de toda ordem. O meio ambiente foi agredido com a ocupação sem critérios nas beiradas da Represa Billings e na Mata Atlântica, sob os olhares complacentes da classe política.

E hoje, não estaríamos repetindo os mesmos erros? O advogado e jornalista Nevino Antonio Rocco cita duas matérias recentes do Diário e propõe uma reflexão. Dr. Nevino lembra o automóvel Dodge que foi do prefeito Lauro Gomes e que o atual prefeito, Orlando Morando, recuperou – com aplausos merecidos e críticas bem menores. E destaca a Lei de Proteção aos Mananciais. “Tenho lembranças interessantes desses dois fatos para a nossa história”, destaca Dr. Nevino.

O princípio da indústria automobilística

Texto: Nevino Antonio Rocco

Trabalhei na Brasmotor de 1953 a 1960. A Brasmotor, pioneira da nossa indústria automobilística, representava, no Brasil, a Chrysler Corporation americana. Importava e aqui montava seus veículos, caminhões Dodge, Fargo e Plymouth, bem como os automóveis Dodge, Plymouth e Chrysler, além dos Volkswagen. Acrescentava-lhes o acabamento e, na medida em que passava a aqui fabricar, também algumas peças nacionais, desde os modelos 1951. Foi o caso desse Dodge que lhe adquiriu o Município para o prefeito, a época, Lauro Gomes de Almeida.

OS MANANCIAIS

Quanto à Lei estadual de Proteção dos Mananciais, de 1975, regulamentada em 1976, nossos administradores de então – prefeito Geraldo Faria Rodrigues e vereadores – vendo-a como ameaça e embaraço para o crescimento do Município, dominados por uma obsessão industrializante, como definida por Roberto Campos, herdada de Lauro Gomes, enfrentaram-na estendendo o perímetro urbano até a represa sob a justificativa de que, depois do fato consumado, tudo se legalizaria e é o que temos hoje com medidas absurdas como a da legalização das favelas.

Tanto não bastasse, alterou-se o Código Tributário Municipal, elevando o Imposto Territorial Urbano de 0,3% (três décimos) para 3% (três por cento) forçando a desocupação dos sítios de lazer, então predominante, por uma ocupação desordenada que hoje nos aflige. Não preciso lembrar que votei contra essas alterações e cheguei a ser taxado de inimigo da cidade...

Que a novel administração se livre dessa obsessão industrializante e passe a se preocupar mais com o bem estar do povo do que com a disputa de maior receita, com a funcionalidade das suas obras e menos com a aparência e a gastança que tem caracterizado as administrações desse canteiro de obras dito cidade de São Bernardo.

Amigos andreenses

Hoje é o aniversário de Joaquim Boaventura, nascido em 18 de julho de 1938. Engenheiro.

Professor. Foi vereador entre 1989 e 1996.

E em 5 de julho último aniversariou Gilberto José Valim, nascido em São Caetano (5-7-1946).

Boaventura e Valim, membros do Clube Amigos de Santo André, o CASA, que outro dia prestou

carinhosa homenagem a esta página Memória.

Valim e Boaventura, homens que amam a cidade de Santo André. E atuam, espontaneamente, na

discussão dos problemas enfrentados pela cidade e vão apontando formas de solucioná-los.

Diário há 30 anos

Sábado, 18 de julho de 1987 – ano 30, edição 6497

MANCHETE – Anunciado financiamento de 24 meses

para carros.

POLÍTICA – Dividido, PMDB inicia a convenção nacional.

TEMPO – Forte calor antecipa liquidação de inverno.

COMÉRCIO - Pizzarias querem aumento e ameaçam

com maquiagem.

Pastelarias também reclamam.

Trabalhadores substituem o comercial pelo lanche

RIBEIRÃO PIRES – Projeto CURA –(Comunidades Urbanas

de Recuperação Acelerada) para pavimentação com paralelepípedos de ruas dos bairros Roncon, Santana

e Santa Luzia.

ELA & ELE (Solange Dotto) – Delegacia da Mulher prefere promover reconciliação.

POLÍCIA – Assaltantes confessam latrocínios em Santo André.

Hoje

Dia Nacional do Trovador

Em 18 de julho de...

1697 – Padre Antonio Vieira falece na Bahia.

1917 – A greve geral. São postos em liberdade vários líderes

do movimento presos nos últimos dias em São Paulo. Permanecem detidos os que respondem por crimes comuns.

O noticiário fala em poucas indústrias ainda paradas,

entre elas as chapelarias. Permanecem paradas indústrias

de Santos e Jundiaí. Termina a greve em Piracicaba, Sorocaba,

São Roque, Salto, Vila Raffard e Campinas.

Na região, permanece parado um setor da Cia Mecânica,

em São Caetano, e a Kowarick, em Santo André. Em acordo especial, voltam ao trabalho operários da Streiff , Irmãos Pezzolo e Alfredo Flaquer & Cia.

Marcada assembleia dos canteiros de Ribeirão Pires e Cotia.

1972 – Santo André sagra-se campeão de futebol dos III Jogos Regionais da Zona Sul, em Botucatu, ao vencer Mogi das Cruzes por 2 a 0.

Santos do Dia

Carlos de Dios Murias, padre argentino, e Gabriel Longueville, padre francês, seguidores da Teologia da Libertação. Presos em 18 de julho de 1976. Torturados e mortos pela ditadura argentina. Carlos tinha 30 anos e Gabriel, 44.

Fonte: J. Alves, Os santos de cada dia (Paulinas)

Arnolfo

Frederico de Utrecht

Municípios Brasileiros

Celebram seus aniversários em 18 de julho:

Em Alagoas, Anadia

Na Bahia, Conceição do Almeida, Itamari e Santaluz

Em Goiás, Cristalina

Em Minas Gerais, Fronteira

Em Santa Catarina, Palmeira

No Mato Grosso do Sul, Ponta Porã

Fonte: IBGE



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC