Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Comitê da Câmara avalia resolução sobre Orçamento dos EUA no próximo ano fiscal



17/07/2017 | 14:15


O Comitê Orçamentário da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos avaliará na quarta-feira a resolução do Orçamento para o ano fiscal de 2018, em uma etapa importante na campanha do Partido Republicano para fazer uma grande reforma tributária no país.

Uma resolução orçamentária aprovada pela Câmara e pelo Senado deve levar ao processo chamado de "reconciliação", por meio do qual o Partido Republicano pode aprovar um projeto orçamentário no Senado sem precisar dos votos do Partido Democrata. O documento final fornecerá os parâmetros para a reforma orçamentária.

Os republicanos têm se dividido sobre o orçamento, com alguns deles pressionando por mais gastos em defesa e os conservadores defendendo corte de gastos em outras áreas. Os republicanos querem um orçamento equilibrado até o fim da década sem aumentar impostos, um objetivo que exige uma combinação de corte de gastos e projeções de crescimento forte.

O comitê não liberou o rascunho da resolução nem detalhes sobre a sessão. Tampouco está claro se os republicanos resolveram disputas internas sobre o orçamento ou quando pretendem votar a questão na Câmara.

Os republicanos do Senado prepararão seu próprio projeto de Orçamento e as duas Casas terão de aprovar resoluções idênticas a fim de começar o processo de reconciliação para a política tributária. Isso pode demorar semanas ou mesmo meses e é improvável que a Câmara e o Senado cheguem a um acordo antes que o Congresso entre em recesso em agosto. Fonte: Dow Jones Newswires.


Leia mais



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.