Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Um passeio pela Ponte da Light


Ademir Medici

17/07/2017 | 07:00


Uma tarefa a desafiar o pesquisador do Grande ABC: mapear as obras de engenharia executadas na primeira metade do século passado para a formação da Represa Billings.


Uma das riquezas arquitetônicas e de engenharia do Grande ABC são as obras de arte da “Light and Power” executadas quando da construção da Represa Billings – uma obra metropolitana que se aproxima do seu primeiro centenário, já que as águas começaram a subir em 1927. Mais 10 anos e chegaremos ao ano 100 de uma das obras mais exuberantes do Grande ABC – a outra é a ferrovia.

Entre as obras da Billings está a Ponte da Light, na Estrada Velha do Mar, em Ribeirão Pires. O pesquisador Joel Maziero lembra que, nos seus tempos de escola, uma professora pediu aos alunos trabalhos sobre pontos da cidade. Um dos trabalhos: focalizar a Ponte da Light.

Agora, outro pesquisador de Ribeirão Pires, Pedro Cordeiro, nos encaminha as fotos de hoje. A foto da Ponte da Light foi tirada por um terceiro nome de Ribeirão Pires, Osmar Carpinelli.

Já a foto da moça pertence ao acervo de um quarto nome de Ribeirão, José Fortes, o “Fantinha”. Aparecida Castro, a Cida do Correio, é focalizada.

Junto com as fotos, Cordeiro escreve: “De quebra, enviamos o selo de Bodas de Papel (um ano) da Associação Pró-Memória”. Ou seja: Ribeirão Pires, presente, pede passagem e mostra que tem história, muita história a contar.

SOS Cemitério-Museu
Texto: João Paulo de Oliveira

Como você me nomeou repórter do Cemitério-Museu de Vila Euclides, lamento informá-lo que soube – de fonte fidedigna – que furtos de vasos, obras de arte e outros objetos de valor voltaram ali a ocorrer, agora à luz do dia.
Na última visitação, presenciei uma ronda da Guarda Civil Municipal, mas o que de fato precisa é de vigias permanentes nas duas entradas principais.

BONS TEMPOS. Expedicionários de 1932 percorrem o Cemitério- Museu de Vila Euclides. Ao centro, o prefeito Aldino Pinotti. Naquele tempo – anos 60 – até música clássica era transmitida pelo serviço de alto-falantes do cemitério quando dos sepultamentos e em datas
como o Dia de Finados. Até serviço de som havia no cemitério-museu

Diário há 30 anos

Sexta-feira, 17 de julho de 1987 – ano 30, edição 6496
MANCHETE – Indústria já estuda readmissões. Este seria
o primeiro reflexo concreto detectado pela Fiesp do reaquecimento do comércio.
MEIO AMBIENTE – Pressão popular é fundamental para
salvar a Represa Billings. Tema para o 14º Congresso
Brasileiro de Engenharia.
GRANDE ABC – Linha intermunicipal deve ser finalmente implantada entre Santo André e Diadema, via Rudge Ramos, Paulicéia e Taboão.

Em 17 de julho de...

1902 – Uma comissão presidida por Teodoro Sampaio dirige-se a Santo André para examinar umas ruínas. Da visita resultou a monografia “Restauração histórica da Vila de Santo André da Borda do Campo”. A comissão foi trazida pelo Dr. José Luiz Flaquer.

O problema da localização da Vila de Santo André da Borda do Campo foi fortemente ventilado pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo desde a sua fundação. No início do século avolumou-se a corrente de investigação do assunto.

1917 – Prossegue a greve dos trabalhadores de São Paulo
e de outras cidades, inclusive São Bernardo e seus vários distritos: Sede, Santo André, São Caetano, Pilar (Mauá), Ribeirão Pires e Paranapiacaba.

Operários das indústrias maiores ensaiam o retorno ao trabalho, seguindo a orientação do Comitê de Defesa Proletária no acordo com a Associação da Imprensa Diária. Mas vários outros setores permanecem parados, como os canteiros e gráficos.

Em Paranapiacaba, os operários da Engenharia, que atuam nas máquinas fixas do sistema funicular, reivindicam reajuste salarial de 35%.

Em Santo André, uma das principais indústrias, a
Lanifício Kowarick, permanece parada.

Em São Caetano, uma assembleia é realizada, sob a presidência de Estanislau Pamplona e um representante
da Imprensa. Os operários da Matarazzo aceitam o reajuste de 20% e prometem voltar a trabalhar no dia seguinte.

Companhia Mecânica oferece o mesmo percentual,
mas os operários solicitam 5% a mais para os serventes.

Escrevem os correspondentes: “o movimento grevista
tem sido calmo em toda a região, não havendo a registrar fato algum anormal. Mas as fábricas continuam paradas”.

Hoje

Dia do Protetor da Floresta. No folclore brasileiro, a figura protetora dos ambientes florestais é o Curupira, chamado também de Pai do Mato, Caipora, Caiçara, Anhangá e outros. Fonte: Blog Mundo Educação

Municípios brasileiros

Celebram aniversários em 17 de julho:
No Rio Grande do Sul, Bagé e Dona Francisca
Na Bahia, Baixa Grande, Ibiassucê e Itaquara
Na Paraíba, Cuité
No Maranhão, Monção
Em Minas Gerais, Sabará
No Rio de Janeiro, Volta Redonda. Fonte: IBGE

Santos Brasileiros

Padre Inácio de Azevedo
e 39 outros padres jesuítas foram martirizados por piratas franceses quando se dirigiam ao Brasil em 1570. São venerados como os Quarenta Mártires do Brasil.
Aleixo
Marcelina 


Leia mais



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.