Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Cristiano Ronaldo é liberado e não disputará 3º lugar da Copa das Confederações

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


29/06/2017 | 09:05


A eliminação da seleção portuguesa nas semifinais da Copa das Confederações, definida com a derrota nos pênaltis para o Chile na última quarta-feira, foi o último de Cristiano Ronaldo na competição. O astro foi liberado para conhecer os seus filhos gêmeos recém-nascidos e não vai participar da disputa do terceiro lugar.

Os filhos de Cristiano Ronaldo nasceram antes do começo da Copa das Confederações, sendo que o astro ainda não os conheceu pessoalmente. "Estou muito contente por finalmente poder estar com meus filhos pela primeira vez", escreveu o astro do Real Madrid em seu perfil no Facebook.

A partida que valerá o terceiro lugar da Copa das Confederações será disputada no próximo domingo em Moscou, com Portugal enfrentando a seleção que sair derrotada na semifinal desta quinta-feira entre Alemanha e México.

Cristiano Ronaldo também agradeceu o comando da seleção portuguesa pela compreensão por aceitar liberá-lo. A Federação Portuguesa de Futebol indicou que o goleador lhe avisou sobre os nascimentos dos gêmeos antes do início da Copa das Confederações, e assinalou que agora está liberado "para que possa conhecer os seus filhos".

O astro do Real Madrid também tem um filho de sete anos, que leva o seu nome. Cristiano Ronaldo é um dos artilheiros da Copa das Confederações com dois gols marcados, empatado com Timo Werner e Lars Stindl, ambos da seleção alemã, que ainda tem dois jogos a disputar na competição na Rússia, que serve como evento-teste para a Copa do Mundo de 2018.


Leia mais



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.