Fechar
Publicidade

Esportes

Publicado em domingo, 18 de junho de 2017 às 21:35 Histórico

Dez meses após bronze olímpico, Mayra Aguiar volta aos tatames com ouro no México

Dez meses depois de ter conquistado a medalha de bronze olímpica nos Jogos do Rio, a judoca Mayra Aguiar retornou ao tatames de forma brilhante neste domingo ao faturar a medalha de ouro no Grand Prix de Cancún, no México, onde disputou a sua primeira competição na temporada de 2017.

Também medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, Mayra se garantiu no topo do pódio em solo mexicano ao derrotar na final da categoria 78kg a britânica Natalie Powell, superada por ippon. Antes disso, a brasileira passou pela cubana Kaliema Antomarchi, com vantagem de um wazari, na semifinal.

Campeã mundial desta mesma categoria em 2014, Mayra Aguiar precisou disputar apenas estes dois combates para ser campeã em Cancún, onde entre os homens o brasileiro David Moura trilhou o mesmo caminho para também faturar o ouro na categoria +100kg neste dia final da competição.

O peso-pesado brilhou ao derrotar, nas duas vezes por ippon, o norte-americano Arash Soofian na semifinal e o cubano Alex Garcia Mendoza na decisão. Com isso, ele foi decisivo como a sua compatriota para manter o Brasil na liderança do quadro geral de medalhas deste Grand Prix mexicano, no qual o País fechou a sua participação com cinco ouros, duas pratas e um bronze.

Antes dos dois ouros obtidos neste domingo, a seleção brasileira de judô abriu a competição na sexta-feira com Gabriela Chibana (48kg) subindo ao topo do pódio, enquanto Pehlipe Pelim (60kg) e Sarah Menezes (52kg) ficaram com a prata. Essa última, por sinal, foi a primeira medalha da campeã olímpica de Londres-2012 no peso meio-leve desde que ela subiu de categoria na modalidade.

Em seguida, no sábado, Marcelo Contini (73kg) e Ketleyn Quadros (63kg) faturaram mais dois ouros para o Brasil, que ainda teve Victor Penalber (81kg) subindo ao pódio ao conquistar um bronze.

Outros judocas do País que estiveram presentes nesta competição, Larissa Pimenta (48kg), estreante na seleção principal, Barbara Timo (70kg), Rochele Nunes (+78kg) e Luciano Corrêa (100kg) chegaram a se garantir em disputas que valeram medalhas de bronze, mas acabaram derrotados e terminaram em quinto lugar em suas categorias.

O Grand Prix de Cancún foi a última competição do Circuito Mundial da Federação Internacional de Judô (FIJ) que serviu de preparação para o Campeonato Mundial de Budapeste, que acontecerá entre agosto e setembro.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC