Fechar
Publicidade

Setecidades

Publicado em quinta-feira, 11 de maio de 2017 às 07:07 Histórico

Diário, 59. A caminho de ser sessentão...


Em 11 de maio de 1958 circulava, em Santo André, o número 1 do semanário News Seller, semente do Diário do Grande ABC.

Ao completar hoje 59 anos de publicação ininterrupta, o Diário se prepara para o ano redondo dos 60, em 2018, com um grande evento, como o realizado em 2008, quando do cinquentenário comemorado no Clube Atlético Aramaçan.

A notícia é dada pelo diretor-presidente do Diário, Ronan Maria Pinto, durante entrevista concedida à Memória na TV, que vai ao ar hoje pelo Diário Online (www.dgabc.com.br).

Foi uma linda e comovente entrevista. Ronan abriu o coração. Falou da infância pobre vivida em Patos de Minas, sua cidade natal. Do sonho de ser caminhoneiro. Do primeiro emprego nesta função, oportunidade dada pelo então empresário Joaquim Roriz, depois governador do Distrito Federal. Do seu crescimento como empresário, a partir do convite de um dos craques do setor, Constantino de Oliveira. E de como chegou ao Diário.

Leio o Diário há 34 anos, desde que cheguei ao Grande ABC. Eu me pauto pelo Diário. Sempre fui fã do jornal. E às vezes também um crítico.
Critiquei muito o Diário como leitor. Sou um leitor. Não quero perder nunca essa emoção de receber o jornal, ler em casa.
Hoje me coloco como um dos colaboradores do Diário. Não sei o quanto colaboro, mas tento.

INTENÇÃO: AJUDAR
À frente do Diário desde abril de 2003, Ronan revela na entrevista como chegou a esta condição:
Se há 15 anos alguém me perguntasse: “Você tem intenção de investir no Diário do Grande ABC ou em qualquer outra empresa de comunicação?”, eu diria que esta pessoa estava maluca. E teria argumentos.

Ocorre que o Diário passava por um momento difícil – como em outros momentos, já em nossa gestão. E naquele momento senti a responsabilidade de ajudar o jornal que tanto me ajudou com informações preciosas para que eu pudesse conviver e investir na região, crescer.

Não vim com a intenção de ser o presidente, estar à frente. Queria ser mais um a ajudar. Quis chamar um grupo de pessoas, de empresários. Bati em várias portas: “Vamos lá, vamos comprar o Diário, vamos ajudar”. Mas com uma condição que sempre pedi a Deus, que me despisse de qualquer vaidade. O meu propósito era o de ajudar uma instituição que não é de ninguém que não seja do seu leitor e dos munícipes. O Diário não pode se calar.

Acabei não conseguindo ninguém. Tive que ser eu mesmo, com várias provações, até mesmo com relação à (minha) família. A família entendia que não era muito importante eu ficar no jornal. Sempre digo: ‘Deus é quem vai marcar a minha saída do Diário do Grande ABC’. E quando sair, vou ser a mesma pessoa.

PARCEIRO DA REGIÃO
Para Ronan Maria Pinto, o foco do Diário tem que ser o Grande ABC. Prestar atenção à região. Pautar a região. Ser um parceiro da região.
Essa é a nossa orientação à equipe nesses 14 anos. Com um Grande ABC forte, temos um Diário forte. Essa é a nossa responsabilidade.
Apontar erro, mostrar, cobrar. Não queremos combater ninguém. A gente quer valorar o Grande ABC, suas instituições, que são muito importantes. Ronan reconhece a crise nacional e internacional pela qual passa o jornal impresso, nesses tempos de novas mídias, mas não recua.

A minha vida sempre foi de desafios. E (essa crise geral) é mais um desafio. A mídia impressa deve prestar atenção a este momento. Quanto mais fizermos um jornal melhor, trabalhar junto aos leitores, entendo que vamos permanecer com um jornal impresso.

Neste sentido, aponta Ronan, o Diário busca criar novos leitores. Recebe crianças diariamente, elas que serão os leitores amanhã. Realiza projetos como o Desafio de Redação, Diário do Grande ABC nos Bairros, mantém o Diarinho – “um carro-chefe nosso” – a revista Dia-a-Dia, o Diário Virtual, com a DGABC TV.

Não temos ainda o jornal que queremos, mas o jornal que podemos. E queremos mais. Queremos o Diário indo ao encontro da notícia, e não simplesmente correndo atrás da notícia. Precisamos ir além, bater às portas, ter essa humildade. É com esta humildade e determinação que chegamos aos 59 anos. E que caminharemos para os 60.

Diário há 30 anos
Domingo, 10 de maio de 1987 – ano 29, edição 6438
Política – Vereadores do Grande ABC querem diretas em 1988. Em pesquisa realizada pelo Diário, 78,6% dos parlamentares votaram pelas eleições diretas.
Jogos – Ilegal ou não, videopôquer funciona no Grande ABC. Reportagem: Roberto Barboza.
Meio Ambiente – Poluição não afasta pescadores da Billings; a alegria de ficar só numa ilha; embarcação distribuí pescadores em vários pontos.

Em 11 de maio de...
1890 – Instalado o Município de São Bernardo, com abrangência sobre toda a área do Grande ABC.
1917 – A guerra. Do noticiário do Estadão: na Alemanha, boato de demissão do chanceler Bethmann-Hollweg.
1962 – Estudantes realizam passeata em São Bernardo. São recebidos pelo prefeito Lauro Gomes. Exigem a construção de uma faculdade de engenharia na cidade.
A maioria é formada por rapazes de São Paulo que não conseguiram vaga na FEI, à época funcionando no bairro
da Liberdade.

Santos do dia
Alfonso Navarro Oviedo. Padre católico em El Salvador. Baleado e morto em 11 de maio de 1977.
Sofrera um atentado anterior por denunciar a repressão no país e colocar-se ao lado do povo oprimido.
Fonte: J. Alves, Os Santos de Cada Dia (Ed. Paulinas, 2002).
Alberto de Bergamo
Iluminato
Inácio de Laconi

Municípios brasileiros
Celebram seus aniversários em 11 de maio:
No Espírito Santo, Águia Branca, Alto Rio Novo e Governador Lindenberg.
Em Goiás, Aparecida de Goiânia, Guarinos e Rio Quente.
No Ceará, Barroquinha.
No Rio Grande do Norte, Bom Jesus, Lagoa d’Anta e São Pedro.
No Maranhão, Cajapió e Nova Iorque.
Em Rondônia, Machadinho D’Oeste e Santa Luzia D’Oeste.
No Pará, Mãe do Rio.
No Paraná, Pranchita.
No Rio Grande do Sul, Venâncio Aires. Fonte: IBGE

Beltran Asêncio
Secretaria de Cultura de São Bernardo abre hoje, para visitação, a exposição Beltran Asêncio, a Fotografia, a Vida, a Cidade. Justa homenagem ao fotógrafo maior da cidade de São Bernardo (1927-2015).

Local: Casa de Cultura Antonino Assumpção, à Rua Marechal Deodoro, 1.325. Até 9 de julho, de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h.
 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC