Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 23 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em volta às piscinas, Daniel Dias se garante em seu 5º Mundial Paralímpico



21/04/2017 | 21:50


De volta às piscinas em sua primeira competição desde que disputou os Jogos Paralímpicos do Rio, no ano passado, Daniel Dias garantiu nesta sexta-feira, no dia inicial do Open de Natação e Atletismo, em São Paulo, uma vaga para o quinto Mundial Paralímpico de sua carreira.

Maior medalhista da natação masculina paralímpica, o brasileiro obteve com grande folga o índice para a competição que será realizada em setembro, no México, ao cravar a marca de 1min10s83 na prova dos 100 metros livre da classe S5. O tempo foi quase sete segundos abaixo do que ele precisava, que era de 1min17s31.

Astro paralímpico mundialmente consagrado, Daniel Dias optou por não competir mais em 2016 após participar da Paralimpíada do Rio, assim como ficou descansando até o final do ano passado, antes de retornar aos treinos apenas em janeiro. O planejamento foi estabelecido visando o ciclo olímpico para os Jogos de Tóquio, em 2020.

Além de Daniel Dias, outros quatro nadadores do Brasil conquistaram índice nesta sexta-feira para o Mundial Paralímpico de setembro. Um deles foi André Brasil, que também assegurou vaga para a sua quinta participação na competição. Ele obteve classificação para a prova dos 100 metros livre classe S10 ao cronometrar 53s60 nesta disputa do Open, sendo que o índice exigido era de 54s03.

Phelipe Rodrigues, por sua vez, foi outro a garantir vaga no Mundial nesta mesma prova. E obteve o feito ostentando um tempo melhor do que o de André Brasil ao terminar os 100 metros livre em 52s58. Assim, ele se credenciou para disputar pela quarta vez em sua carreira esta importante competição da natação paralímpica.

Patrícia Santos e Cecília Araújo, por sua vez, foram as outras duas competidoras que obtiveram índices nesta sexta-feira para o Mundial em solo mexicano, que marcará a primeira participação das duas em uma edição do evento.

Com paralisia cerebral, Cecília, de apenas 19 anos, obteve a classificação para a prova dos 100 metros livre classe S8. Ela terminou a disputa desta sexta com o tempo de 1min09s10, marca apenas seis décimos mais rápida do que o estipulada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.

Já Patrícia obteve com folga a sua vaga no Mundial ao nadar a prova dos 100 metros livre classe S4 em 1min40s33, mais de três segundos abaixo do que precisava.

As disputas de natação do Open serão retomadas às 9 horas deste sábado, sendo as que as provas agendadas para a manhã são as chamadas Superfinais, multiclasses que definirão os nadadores mais rápidos da competição. Estas provas, porém, não serão decididas pelo melhor tempo, mas sim pelo índice técnico.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados