Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

Família procura desaparecido no Jd.Canhema, em Diadema

Arquivo Pessoal Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

20/04/2017 | 23:35


Familiares procuram Clayton Leite de Oliveira, 43 anos, morador do Jardim Canhema, em Diadema, desde a última semana. Ele está desaparecido desde o dia 13, uma quinta-feira, quando saiu de casa por volta das 14h. O cabeleireiro e pai de dois filhos, de 20 e de 8 anos, faz tratamento para depressão há cinco anos e tem lapsos de memória, o que agrava ainda mais a situação. Recentemente, chegou a ficar internado por quatro meses, e não costumava sair sem dar notícias. Ele já desmaiou uma vez na rua e foi encontrado em hospital. No dia do desaparecimento não tinha se desentendido ou brigado com ninguém, segundo a família.

Conforme a prima Meirefrance Alves Silva, 39, a família está desesperada. “A depressão dele é muito agressiva e pode causar surtos sem a medicação. Temos medo que ele atente contra a própria vida”, explicou.

No momento em que saiu de casa, ele vestia blusa de frio na cor preta, camiseta na mesma cor e calça jeans escura. Ele mora com a mãe, mas não disse onde ia, tanto que ela se deu conta de que o filho estava desaparecido mais tarde. A família chegou a receber ligações informando que Oliveira foi visto nos arredores das estações de Metrô Ana Rosa e Santa Cruz, na Capital, porém a família fez diversas buscas no local, sem sucesso.

Quem tiver qualquer informação pode fazer contato com a família por meio dos números de telefones 97968-9152 e 97993-7144. O Disque Denúncia (181) também pode ser utilizado para que sejam fornecidos dados.

“Estamos realmente muito aflitos. Mas acreditamos que, com a ajuda de todas as pessoas, ele voltará para casa bem. Estamos fazendo buscas pelas ruas e, principalmente, pelos arredores”, declarou Meirefrance, esperançosa.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados