Fechar
Publicidade

Setecidades

Publicado em sexta-feira, 23 de outubro de 2009 às 10:19 Histórico

Adolescente morre em troca de tiros com a polícia em São Caetano

Um adolescente morreu e outro foi preso depois de uma troca de tiros com policiais militares em São Caetano na noite de quinta-feira. Felipe Alexandre Simão, 17 anos, teria atirado três vezes contra os PMs e acabou ferido. Ele foi levado ao Pronto-Socorro Municipal, mas não resistiu aos ferimentos.

Simão e outro adolescente de 16 anos haviam roubado um Toyota Corolla preto na Rua Doutor Gabriel Nicolau, bairro Rudge Ramos, em São Bernardo. A vítima, uma dona de casa de 33 anos, chegava à residência por volta das 19h30 quando foi surpreendida pela dupla, que usava dois revólveres.

Os suspeitos entraram no veículo e seguiram no sentido de São Caetano. Informados do roubo, os policiais foram em direção à Avenida Guido Aliberti e acabaram encontrando os dois na esquina com a Estrada das Lágrimas, na Vila São José.

Os ladrões tentaram fugir, mas abandonaram o Corolla na Rua Nelson Braido e continuaram a fuga a pé. Na tentativa de escapar, Simão teria efetuado três disparos, que não atingiram nenhum PM.

No revide, Simão foi baleado e morreu assim que deu entrada no Pronto-Socorro Municipal de São Caetano. No revólver calibre 38 apreendido com o menor foram encontradas duas cápsulas deflagradas e uma picotada - que não saiu da arma.

Simão foi reconhecido pela vítima como sendo um dos bandidos que a abordou e levou seu carro. O outro adolescente foi detido em um ponto de ônibus e levava na cintura outro revólver. Ele foi encaminhado à Delegacia Sede da cidade, na Avenida Goiás.

As armas dos policiais envolvidos no tiroteio também foram apreendidas e passarão por perícia.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC