Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

social@dgabc.com.br | 4435-8302

Social do Diário: Parabéns aos jornalistas de plantão

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Juliana Bontorim

07/04/2017 | 12:05


Juliana Bontorim conta: Data. No Dia do Jornalista –datado hoje –momentos para reflexão, transpiração e emoção. A coluna buscou duas grandes referências em contato com a profissão para contar qual o desafio deste nosso dia a dia. “Estado de transição. Seja como modelo de negócio seja como infinitos horizontes em função dos avanços tecnológicos”, comenta Rodolfo Martino, que está há 12 anos na coordenação de curso da área na Metodista São Bernardo. Para ele é imprescindível fazer valer os pilares: respeitar, criticar e fiscalizar. O atuante precisa exalar esta concepção na sua rotina. Na era da informação express, os modelos jornalísticos são necessários para trazer a credibilidade do que está sendo dito ou apenas jogado na internet. “É essencial que exerça o papel de apuramento, credibilidade e veracidade”, aponta Flávio Falciano, coordenador de Jornalismo da Universidade Municipal de São Caetano.

Entre transformações e conceitos, não há como negar nosso papel na sociedade. Somos os protagonistas da contação de história–leia-se sempre com ‘h’. Para quem está estudando a arte de contar fatos, nada melhor do que uma injeção de ânimo. “A única profissão que acompanha a cronologia e a vive obrigatoriamente. O que aconteceu, está acontecendo e acontecerá sempre fará parte do nosso contexto”, finaliza Falciano.


POR AÍ...

DE OLHO

¦ Hoje é Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência Na Escola e pesquisa aponta que uma em cada três crianças são regularmente vítimas destes

atos. O escritor Marcos Arthur –reside em Sorocaba, mas morou mais de uma década em São Bernardo – conta sua própria experiência. “O personagem principal Marcel, apelidado de ‘Tabó’, era muito tímido e enfrentou uma poliomielite, o que lhe tornava alvo, assim como aconteceu comigo”, conta o autor do livro Entre Silêncios e Gestos (Editora do Brasil, R$ 41,40, 120 págs). Para ele, os tipos de ‘brincadeiras’ em comparação a sua época se tornaram muito mais agressivos, mas há uma maior discussão e atenção sobre o assunto.

TORCIDA

¦ Titular do Palmeiras na década de 1960 e 1970, Ademir da Guia, apelidado de ‘Divino’, participará de ação hoje, a partir das 19h, em quiosque de produtos do time alviverde em centro de compras de Diadema. O eterno ídolo é figura garantida quando o assunto é paixão pela bola. Para participar é necessário comprar produtos do local.

Com Stefanie Sterci e Maria Carolina Souza.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.