Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

Demora na emissão de CNH em Mauá irrita autoescolas


Vivian Costa
Do Diário do Grande ABC

23/05/2009 | 07:13


Mesmo depois de cumprir todas as obrigações para tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), muitas pessoas continuam na espera em Mauá. Isso porque a Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) da cidade tem demorado para emiti-las. Segundo as autoescolas da cidade, a demora chega a quase dois meses.

O Ciretran do município não quis falar sobre o assunto com o Diário. O Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) não conseguiu verificar ontem a situação enfrentada pela Ciretran de Mauá, mas afirma que existem problemas pontuais. "Quando há demora, verificamos, e muitas vezes constatamos que outros impedimentos, ou seja, alguma restrição, impede a emissão justamente daquela CNH. O Detran afirma que o sistema de emissão de CNH do Estado, de responsabilidade da Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), funciona normalmente".

Segundo a atendente da autoescola Rey, que não quis se identificar, o problema da emissão é falta de organização na Ciretran. "Antes, a habilitação era entregue em 15 dias. No momento, a autoescola tem 23 CNHs na Ciretran."

Entre os piores casos da autoescola está o de Maria de Lourdes da Silva, 58 anos. Ela começou o calvário no ano passado, mas desde janeiro é atendida pela Rey. "Resolvi tirar carta porque não queria ficar dependendo de ninguém para ficar me levando para os lugares. Até comprei um carro, mas ainda falta a habilitação", lamenta.

A autoescola Alda também espera receber de volta 40 CNHs da Ciretran. Segundo a atendente Carolina Nunes, muitos alunos não entendem a demora e culpam a escola. "Para explicar, muitas vezes levamos o aluno na Ciretran para que expliquem o porque da demora", diz. Ela afirma que deu entrada numa inclusão em 8 de abril e até agora não teve retorno.

Segundo Viviane Fernandes, atendente da autoescola Itália, a emissão da primeira via está normalizada, mas quem quer mudar de categoria ou adicionar habilitação de carro ou moto tem de esperar quase dois meses. "A Ciretran diz que o problema é com o novo programa instalado pela Prodesp ", afirma.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados