Fechar
Publicidade

Política

Publicado em quinta-feira, 29 de abril de 2010 às 07:39 Histórico

Santo André receberá R$ 400 milhões do PAC 2

Santo André será a primeira cidade do Grande ABC incluída no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) 2. A informação foi transmitida por integrantes do Ministério das Relações Institucionais a representantes da Prefeitura da região, em reunião realizada ontem, em Brasília. Integraram a comitiva municipal o prefeito Aidan Ravin (PTB) e os secretários Nilson Bonome (Finanças e Gabinete) e Frederico Muraro (Desenvolvimento Urbano e Habitação).

O acordo prevê o repasse de R$ 400 milhões do governo federal para o município executar projetos nas áreas de Infraestrutura e Saneamento Básico (R$ 150 milhões), e Habitação (R$ 250 milhões). A verba será utilizada prioritariamente na construção de 5.000 unidades habitacionais e piscinões, além do desassoreamento e limpeza de córregos.

Há ainda a possibilidade de inclusão de intervenções viárias no programa, entre elas a ligação do Viaduto Cassaquera até a Estrada do Guaraciaba, que facilitaria o fluxo de carros e caminhões na entrada e saída do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas, que é realizado através da Avenida Papa João XXIII, em Mauá. Outra medida seria a criação de ciclovias que conduzam até as três estações de trem da cidade em operação - Utinga, Prefeito Saladino e Prefeito Celso Daniel.

De acordo com Nilson Bonome, a comitiva deverá retornar a Brasília quarta-feira, para apresentar e discutir outros projetos. No dia 11 o governo federal irá reunir os prefeitos do primeiro grupo de municípios atendidos pelo PAC 2 e especificar os projetos que serão incluídos no programa.

"Foi um encontro extremamente produtivo, um dos melhores que tivemos em Brasília", analisa o secretário de Finanças e de Gabinete. "Esta vontade do governo federal em ajudar não presenteia a mim ou ao prefeito, e, sim, a cidade e seus moradores", conclui Bonome.

MINHA CASA, MINHA VIDA - Além do investimento proveniente do PAC 2, a Prefeitura de Santo André receberá verba do governo do presidente Lula para a construção de outras 5.000 unidades habitacionais, estas referentes ao programa Minha Casa, Minha Vida. A garantia foi dada pelo ministro de Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo.

Atualmente a Prefeitura já trabalha para a construção de 2.200 unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida, que serão erguidas em 185 mil m² de áreas. "Nossa meta é fechar acordo para a construção de 12 mil moradias", revela Bonome. Com os acordos formalizados ontem, em Brasília, a meta do governo municipal já seria atingida.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC